Youtuber é encontrado morto depois de publicar vídeo “inadequado” em seu canal

Youtuber é encontrado morto depois de publicar vídeo “inadequado” em seu canal

O conhecido youtuber de games Etika foi encontrado morto após publicar vídeo com título suicida.

O youtuber Etika, depois de uma semana desaparecido, foi encontrado morto em um rio em Nova York. Antes de fugir, o jovem de 29 anos publicou um vídeo em seu canal no Youtube com pensamentos suicidas.

Etika era dono e ficou conhecido pelo seu canal de games no Youtube. A polícia de Nova York o encontrou nessa última terça-feira, dia 25, no rio East, pouco tempo antes, no dia anterior. As informações sobre o caso foram publicadas no jornal New York Post. O periódico esteve junto às descobertas dos agentes policiais, que tentaram encontrá-lo desde quando se falta do gamer.

O rapaz, cujo nome real é Desmond Amofah, tinha um canal em que comentava sobre games e era muito amado pelos seus seguires. Seus vídeos estavam em ascensão, com mais de 130 mil seguidores no canal, 240 mil no Instagram e 315 mil no Twitter.

Apesar disso, ele deixou muitas queixas sobre o bullying cybernético e sobre como era tóxica a comunidade de jogos online. Frequentemente, ele se mostrava insatisfeito com as redes sociais, comentando diretamente sobre os transtornos que elas eram capazes de causar.

Antes de sair de casa, com uma mochila, uma troca de roupa, seu laptop e videogames, Desmond publicou um vídeo pornográfico em seu canal de maior audiência com o título “Hora de Morrer”. Sua intenção ao publicá-lo era justamente provocar a desativação de seu canal, já que tinha pleno conhecimento que aquele tipo de conteúdo ia frontalmente contra as regras da rede.

Sobre esse assunto em específico, Amofah escreveu “Deixem que minha história toque um alerta em toda essa m**** das redes sociais. Isso pode te f****. Pode te dar uma imagem do que você quer para sua vida e isso pode sair totalmente de proporção. Infelizmente, isso me consumiu”, falou no vídeo.

Mais tarde, Etika deixou uma mensagem que fez com que seus amigos e seguidores ficassem preocupados, dizendo o seguinte: “Acho que estou mentalmente doente. Espero que minha história ajude a fazer do YouTube um lugar melhor no futuro, onde as pessoas saibam os limites e as fronteiras, até onde as coisas podem chegar”, falou o jovem. Além disso, publicou também “Eu sinto muito por deixar um legado tão manchado”.

Leia também
Com 1,80 metros de quadril, essa garota tem um dos maiores bumbuns do mundo

Há dois meses, o vlogger demonstrou comportamentos suicidas e foi internado e socorrido por policiais. Pouco tempo depois, em maio, ele agrediu um policial e voltou ao mesmo hospital. Entretanto, depois de uma recente melhora, teve uma rápida decaída de forma que ele não pode ser resgatado novamente.

Pelo Twitter, foi informado o seu desaparecimento, e agora, lamentavelmente a sua morte. A causa de seu falecimento foi recentemente confirmada, afogamento na forma de suicídio.  O fato foi muito comentado por seus fãs, que deram seus depoimentos sobre como o canal de Amofah os ajudou ao longo dos anos e o quão importante ele tinha sido para a comunidade do Youtube.

Saiba mais detalhes sobre o caso, no vídeo acima! 

(Fonte: Metro) 

Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações