Ela foi expulsa de uma piscina por causa de seu maiô que poderia excitar os adolescentes

Ela foi expulsa de uma piscina por causa de seu maiô que poderia excitar os adolescentes

Uma jovem americana foi expulsa de um complexo aquático em Knoxville por causa da sua roupa de banho. Uma história publicada pelo seu companheiro Tyler Newman no Facebook e compartilhada mais de 29 mil vezes.

Colocar uma roupa de banho e trajes fresquinhos é o desejo de todos nos dias quentes. Mas parece que para as mulheres essa tarefa não é tão corriqueira. Uma simples roupa de banho pode gerar intimidações e abusos.

Um dos últimos casos registrados foi o de Tori Jenkins, americana que curtia um dia de sol com o seu namorado na piscina do condomínio do seu local onde estavam hospedados. Logicamente, ela usava uma roupa de banho, um maiô rosa.

Um funcionário a comunicou, apenas 3 minutos após chegarem à piscina, que a forma como ela estava vestida era inapropriada para o ambiente familiar do local.

Tyler, seu noivo, ficou tão impressionado com o que aconteceu que escreveu um post sobre isso no Facebook, que recebeu mais de 15.000 reações e quase 17.000 compartilhamentos.

Tyler escreveu: Eu nunca tinha testemunhado assédio sexual e/ou a “cultura do estupro”… pelo menos até hoje, no condomínio Smoky Crossing. Hoje, minha noiva tinha que ou mudar de maiô, ou vestir shorts ou sair da piscina para a qual pagamos uma taxa adicional de US$ 300 de manutenção, mais um aluguel mensal de cerca de US$ 1.000 (não incluindo outras utilidades como wi-fi).

A história fica pior. Em seguida, Tori decidiu ir para o escritório da profissional responsável pela área da piscina para abordar a questão de forma educada e calma com os responsáveis em um ambiente mais privado.

Na sala, a responsável insistiu em tirar uma foto de Tori para mostrar “o quão inapropriado” era o seu traje de banho e disse-lhe para olhar-se no espelho. A consultora disse a Tori que “se ela não tinha filhos, não entenderia.”. Afirmou ainda que “uma roupa de banho normal cobriria todo o bumbum”

O corpo de Tori foi considerado inapropriado pois ”havia muitas crianças e adolescentes na área, e que não era necessário excitá-los”.

Leia também
Com 1,80 metros de quadril, essa garota tem um dos maiores bumbuns do mundo

Tyler conclui sua postagem de forma enfática: “Hoje, minha noiva foi informada de que ela é menos importante do que a sensação dos homens à sua volta. Eu a acho a mulher mais bonita do mundo, mas sobretudo a respeito. Nunca faria com que ela ou qualquer outra mulher se sentissem menos do que são por causa da sua aparência. Nunca vi minha noiva envergonhada como hoje. Teri chegou ao ponto em que nem sequer conseguia olhar seus melhores amigos no rosto. Nunca a tinha visto chorar como o fez hoje em nosso apartamento. Nunca a vi querer se isolar. Tudo porque alguns imbecis ignorantes pensam que podem monitorar o tamanho e a forma de seu corpo.

Meu ponto é: a minha noiva foi dito que cobrisse o seu corpo em um dia muito quente porque isso poderia excitar os adolescentes, e isso é um lixo. Eu não vou tolerar isso. Minha noiva deve ser livre para usar um maiô sem ser sexualizada e degradada. Ela não deve se sentir violada."

O que você pensa sobre o que aconteceu com Tori? Todos devem ser capazes de usar um maiô na piscina, independentemente do seu tipo de corpo, certo?

Pedro Souza
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações