Proibido de jogar videogame, criança de 11 anos atira em pai policial

Proibido de jogar videogame, criança de 11 anos atira em pai policial

Quem seria o principal culpado nessa história ?

E se seus pais te proibissem de ter acesso aos seus jogos favoritos? Para sermos honestos, isso poderia ser bom para nós, pois evitaria que encontrássemos com crianças de 12 anos no Apex Legends.

Depois da história do jovem que não podia parar de jogar nem para comer e por isso sua mãe tinha que lhe dar comida na boca, hoje contaremos a história de uma criança que simplesmente pirou depois que seu pai o proibiu de jogar vídeo game. O pai, que é policial, confrontou o garoto de 11 anos, que rapidamente pegou sua arma de serviço e simplesmente atirou em seu pai. A polícia chegou no local do crime e prendeu o garoto que disse que "queria um Xbox, um PlayStation e um PC", e que se o pedido dele não fosse atendido, haveria um "uma continuação para a história". Depois de ser acusado por tentativa de homicídio, o garoto terá problemas para ver o início da 8ª temporada do Fortnite.

Obviamente, ao invés de culpar a má educação do jovem, sua falta de acompanhamento psicológico ou o fato de que ele tinha acesso à armas em sua casa, toda a culpa acabou caindo nas costas do videogame. Porque, claro, ele que é o verdadeiro problema, não é mesmo?

 

 

• De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações