Ultrassonografia: definição, gravidez, desdobramentos e riscos

Ultrassonografia: definição, gravidez, desdobramentos e riscos

A ultrassonografia (ou ecografia) é uma técnica de imagem baseada na emissão de ondas sonoras, amplamente utilizada para estabelecer diagnósticos médicos. 

O que é a ultrassonografia?

Através uma sonda, ondas sonoras (ultra sons) são propagadas no organismo, mais frequentemente na região abdomino-pélvica. O eco produzido por tais ondas, permite visualizar numa tela —regiões nobres como coração, fígado, rins, vasos, linfonodos,ligamentos, com mais ou menos clareza. Frequentemente usado para diagnosticar desordens ou patologias desses órgãos, mas também pode ser útil para intervenções cirúrgicas (ecografia pré operatória), acompanhar a evolução de doenças e, até mesmo, a eficácia de um tratamento.Tal modalidade faz parte também dos exames clássicos para acompanhamento da gravidez: três ultrassonografias ditas obrigatórias são previstas, uma a cada trimestre, para certificar o bom desenvolvimento do feto e detectar eventuais anomalias placentárias.

Ultrassonografia: como o exame é feito?

De acordo com o órgão a ser examinado, pode ser necessário jejum (avaliação da vesícula biliar e fígado, por exemplo), retirar bijuterias e não aplicar cosméticos sobre a pele.O exame é feito, geralmente, com o paciente em decúbito dorsal, despido de acordo com a zona a ser examinada. Um gel é aplicado sobre a pele a fim de facilitar a passagem das ondas.Há casos nos quais a sonda pode ser introduzida em cavidades do corpo, com o intuito de  obter melhor qualidade de imagem. A ecografia transvaginal e transretal são bons exemplos: a primeira permite visualizar com mais clareza útero e ovários, enquanto a segunda, próstata.A duração do exame costuma ser curta, girando em torno de dez minutos, mas varia conforme o sítio avaliado.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Ultrassonografia: quais os riscos para a saúde?

A ecografia não apresenta riscos conhecidos à saúde. Evita-se seu excesso durante a gravidez, pois os efeitos da alta exposição ao feto são desconhecidos.As imagens obtidas por ecografia podem revelar desordens benignas ou mais graves, como cânceres ou malformações fetais. No papel de exame complementar ajuda no refinamento  diagnóstico e como guia do tratamento.

Raposo Gabriela
Sem Internet
Verifique suas configurações