Tubarões morrem congelados por causa do frio nos Estados Unidos

Tubarões morrem congelados por causa do frio nos Estados Unidos

Enquanto os Estados Unidos passam por uma frente fria intensa, muitos tubarões foram encontrados mortos congelados nas praias de Cap Cod em Massachusetts. Em plena migração, os tubarões teriam ficado sem ter para onde ir em águas rasas.

Depois das cascatas do Niagara terem sido transformadas em belas esculturas de gelo e pinguins de um zoológico canadense se verem obrigados a entrar para dentro, o frio continua a mostrar o seu rigor na América do Norte. Nesses últimos dias, as temperaturas oscilaram entre -10 e -40ºC em alguns lugares, paralisando cidades e mexendo com a vida dos habitantes, mas não apenas deles. Essa onda glacial afeta também a natureza e especialmente a fauna.

É isso que demonstrou uma organização, a Atlantic White Shark Conservancy, especializada na conservação do grande tubarão branco baseada na cidade de Cap Cod em Massachusetts. No correr dos últimos dias, nada menos que três tubarões-raposa, uma família de tubarões comuns nessa região norte-americana, no entanto mais observada para o litoral.

A organização publicou várias fotos no Facebook mostrando os espécimes congelados parados na areia. O terceiro, um macho de mais de 4 metros, estava tão congelado que a autópsia foi impossibilitada. De acordo com os especialistas, o frio é sem dúvida parte responsável pela morte dos tubarões, mas eles também não teriam exatamente caído por causa de um choque térmico como foi sugerido.

Armadilhas em águas rasas

Os espécimes devem ser ainda estudados, as causas de suas mortes ainda são por hora misteriosas. Todavia, um especialista sugere que os tubarões ficaram provavelmente sem saída em águas rasas em Cap Cod. O tubarão-raposa é uma espécie migrante, que durante o inverno, viaja habitualmente para entrar em águas mais quentes ao Sul.

"O resfriamento rápido associado a essa frente fria e às temperaturas da água forçaram os tubarões a se moverem para o Sul em um ritmo mais rápido. As terras em Cap Cod contribuíram para o encalhamento em águas rasas", explicou para a Boston.com, Greg Skomal, biólogo marinho da Division of Marine Fisheries de Massachusetts.

A península de Cap Cod tem bancos de areia e terras acima no nível que podem efetivamente atuar como armadilhas naturais para os animais. Armadilha da qual os tubarões poderiam ser infelizmente vítimas. Fechados em águas rasas, os espécimes que normalmente precisam se movimentar continuamente para respirar de forma eficaz, não teriam demorado para serem sufocados ou morrerem afogados.

"Se você tem ar frio, vai acabar gelando suas guelras rapidamente. Ora, essas estruturas são muito sensíveis e os tubarões não vão demorar para morrer nessas condições", esclareceu o especialista à New York Times. O frio exterior teria em seguida causado seu efeito em espécimes com a vida já comprometida, fazendo com que seus corpos fossem vistos por fim totalmente congelados.

Ano "inabitual"

Se os tubarões-raposa são uma espécie comum a vários oceanos, eles ainda são relativamente desconhecidos e pouco estudados no tocante aos seus hábitos de movimentação e suas necessidades em termos de temperatura, de acordo com Greg Skomal. Então, fica difícil de estimar o número de espécimes que ainda estariam tentando migrar atualmente e poderiam assim estar potencialmente presos.

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

Apesar dos êxodos "tardios" desse tipo terem sido observados nos invernos precedentes na região de Cap Cod, esse ano parece ser especial, como explica o especialista: "Ter tantos animais encalhados assim é inabitual e isso pode estar ligado à chegada rápida do frio que nos tivemos".

Dia 1º de janeiro, a Atlantic Shark Conservancy anunciou que um quarto espécime morte teria sido notado em um bolso de gelo no litoral, mas por enquanto ainda estava inacessível por causa das condições perigosas da área.

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações