Tubarão ataca mergulhador e arranca sua máscara ao vivo

Tubarão ataca mergulhador e arranca sua máscara ao vivo

Momento assustador é gravado ao vivo por mergulhadores.

Momentos arrepiantes  

Um grupo de mergulhadores nadava tranquilamente enquanto faziam uma "live" (vídeo ao vivo) direto para o YouTube. Porém, todo o sossego acabou subitamente com a chegada de um grupo de seis tubarões que se aproximaram dos mergulhadores. Logo, atraído pelas "presas", um dos tubarões avançou contra um dos mergulhadores, atacando diretamente sua cabeça. Por sorte, o rapaz agiu rapidamente, e conseguiu se esquivar da investida do animal, que apenas lhe arrancou sua máscara de mergulho ao invés de sua cabeça inteira! O vídeo foi gravado por Peter Schneider, e logo se tornou viral nas redes sociais. Nas imagens, dá pra ver claramente o momento em que o tubarão ataca o pobre mergulhador enquanto este observava um recife de corais.

Ataques de tubarões no Brasil e no mundo

Ao contrário do que muitos pensam, ataques feitos por tubarões são mais raros do que parecem. Apesar de receberem bastante atenção, o Arquivo Internacional de Ataques de Tubarões (em inglês, a sigla ISAF) aponta que os ataques de tubarão é menor do que o de outros animais, como por exemplo ataques de cachorros, jacarés, ursos e até quedas em buracos na areia fazem mais vítimas do que ataques de tubarão. Em sua grande maioria, claro, as vítimas são banhistas que visitam as praias e também os surfistas. Alguns pesquisadores, que normalmente tentam gravar esses animais mais de perto, também sofrem com os ataques das feras.

Um estudo aponta que o Brasil está em nono lugar na lista dos países com o maior número de ataques de tubarão no mundo. A cidade de Recife, em Pernambuco, é a região que mais sofre com ataques de tubarão no país. Entre 1992 e 2013 foram registradas 27 mortes por ataques de tubarão no Brasil, sendo que 25 delas ocorreram neste estado. O local com maior incidência de ataques é a praia da Boa viagem, na qual 11 pessoas já morreram devido aos ataques.

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

Segundo o ISAF, ocorrem cerca de 70 a 100 casos de ataques de tubarão pelo mundo todos os anos, dentre os quais cerca de 15 acabam com vítimas fatais. No site oficial da empresa, eles explicam: "Nem todos os ataques são reportados. Nossa informação sobre países do Terceiro Mundo é especialmente escassa e, em outras áreas, esforços às vezes são feitos para manter os ataques em silêncio por medo de publicidade ruim". Também há a informação que os ataques aumentam na medida em que a população mundial cresce: "À medida que a população mundial cresce, também aumenta a frequência (de banhistas) nas praias. O número de ataques de tubarões em qualquer região do planeta é altamente influenciado pelo número de pessoas entrando no mar".

No Brasil, os tubarões mais agressivos são o tubarão-tigre e o tubarão cabeça-chata. Essas espécies gostam de águas quentes, sobretudo as do Nordeste. Apesar de raríssimos, podemos encontrar até mesmo o temido tubarão-branco em águas brasileiras. A maioria dos tubarões de porte menor e menos agressivas geralmente nadam em grupos, e quando se sentem ameaçados normalmente fogem; porém, este não é o caso dos tubarões mais agressivos, que não temem a proximidade e realizam ataques. É melhor sempre ficar atento quando for à praia! 

Gouvea Aline
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações