Mulher é operada em reality show e agora não se reconhece mais no espelho

Mulher é operada em reality show e agora não se reconhece mais no espelho

Wijitpraphorn Punbu é uma jovem tailandesa cujo rosto sempre foi seu pesadelo, que não só dava motivos para que sofresse zombaria dos outros, mas que também trazia problemas de saúde. Por todos esse motivos, ela decidiu concorrer a participar de um reality show para ganhar uma operação e assim levar uma vida nova. Veja nas imagens a mudança espetacular que aconteceu com ela!

A jovem tailandesa Wijitpraphorn Punbu sofreu como poucos sabem com zombaria e preconceito simplesmente por seu aspecto físico. Seu maxilar era sobressalente à sua mandíbula, a qual também era caída e fazia com que ela se sentisse horrorosa, tornando-a um perfil típico para ser vítima de bullying.

Mas o que estava de fato em jogo nessa operação, além de melhorar o aspecto físico, era o poder de solucionar certos problemas de saúde da jovem. Já que devido à forma de sua mandíbula, Wijitpraphorn sofria sérios problemas como roncos e para ingerir alimentos.

O seu quadro não tinha outra solução a não ser uma operação para corrigir os problemas mencionados, ou seja, colocar sua mandíbula na posição adequada. Mas ainda havia um inconveniente, o alto custo da cirurgia.

Wijitpraphorn Punbu apelou para um reality show para conseguir ser operada

Wijitpraphorn Punbu teve que apelara um reality show para poder conseguir a operação que precisava visto que o custo que ela deveria desembolsar para tal realização era muito elevado.

Foi então que o "Let me in" interveio, um programa de televisão da Coréia do Sul em que as pessoas competem pela valorização de seus casos para conseguir obter o prêmio final, que não é nada menos que a garantia de uma cirurgia maxilofacial totalmente gratuita.

Punbu conseguiu ganhar o reality show e pode assim passar pela cirurgia que mudou a sua vida. A tailandesa se tornou outra pessoa:

"Enquanto tive energia, vivi uma vida muito solitária, as pessoas sempre caçoaram de mim e isso doía. Agora sinto que posso sair e não me envergonhar de como sou", comentou ela.

Para conseguir alcançar seu sonho, Wijitpraphorn foi até a Coréia do Sul onde ficou por três longos meses, ainda que diga ter sentido a falta de sua família, garante que valeu a pena. "Não tem ninguém que diga que não quer ser bonito", completou a jovem.

O caso de Wijitpraphorn Punbu comoveu muitos, mas não é o único nem o primeiro, são muitas as pessoas que decidem passar por plásticas, por não se sentirem à vontade com seu aspecto físico.

Ainda que haja outros exemplos como o de Natalie King, que não só quis melhorar sua fisionomia com ajuda da intervenção, mas que também quis ficar parecida com ninguém menos que Pamela Anderson.

Natalie King, a avó que queria ser igual a Pamela Anderson

Natalie King é uma mulher inglesa de 49 anos e que não gostava do que via no espelho, então preferia ficar em casa, mas um dia decidiu que tinha que mudar, e assim conseguiu perder 76 kg.

Seus hábitos pouco saudáveis a levaram a pesar 165 kg, mas um dia seu médico lhe disse que se seu peso continuasse aumentando a sua vida iria correr perigo. Incentivada por seu marido, King decidiu se inscrever num programa para emagrecer.

Leia também
Ela bebe 20 Red Bull por dia durante 4 anos e o corpo dela se transforma

Do manequim 58 passou ao 40-42, gastando o montante de 8.000 euros (R.000) em várias cirurgias plásticas. O objetivo de Natalie, desde que tomou a decisão de perder peso, era se parecer também com Pamela Anderson.

E são muitos os que a comparam com ela: "Recebo comentários de muita gente que me diz que pareço com a Pamela Anderson. Elas me chamam de Pamela quando eu saio na rua; outras simplesmente me dizem que eu parece muito com ela quando saio vestida inteira de preto", afirmou Natalie.

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações