Tensão pré-menstrual: sintomas, causas e tratamento. O que é isso?

Tensão pré-menstrual: sintomas, causas e tratamento. O que é isso?

Os termos "tensão pré-menstrual" ou "síndrome pré-menstrual" incluem todas as manifestações físicas e psicológicas que ocorrem em algumas mulheres alguns dias antes do início da menstruação.

O que é a TPM?

Quase dois terços das mulheres em idade fértil apresentam sintomas leves ou moderados antes do período menstrual e não têm sua rotina prejudicada.

No entanto, cerca de um terço das mulheres (de 20% a 30%) experimentam manifestações clínicas que impactam suas atividades sociais, pessoais ou profissionais. O transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM) ocorre quando a tensão pré-menstrual é muito forte (de 2% a 6% das mulheres).

Quais são os sintomas da TPM?

A intensidade e o tipo dos sinais clínicos da tensão pré-menstrual variam consideravelmente de uma mulher para outra. Eles podem ser sentidos isoladamente ou associados à outros:

- dores de cabeça

- aumento da fadiga

- inchaço no ventre

- seios inchados sensíveis ao toque

- distúrbios do sono

- irritabilidade

- um sentimento de tristeza

- dor na parte inferior das costas

- desejos- náusea

- diminuição do desejo sexual

- retenção de líquidos

É importante saber que esses diferentes sintomas não ocorrem necessariamente durante todos os ciclos menstruais.

Quais são as causas da TPM?

As causas exatas da tensão pré-menstrual permanecem, ainda hoje, nebulosas, mesmo que certas hipóteses estejam atualmente em estudo. A variação hormonal vivenciada pelas mulheres durante o ciclo menstrual é a principal causa possível.

No momento da ovulação, a produção de estrogênio diminui enquanto a secreção de progesterona aumenta. Geralmente, poucos dias após a ovulação, aparecem os primeiros sintomas da tensão pré-menstrual. Em algumas mulheres, eles aumentam durante as duas semanas anteriores à menstruação, antes de desaparecerem espontaneamente.

Qual é o tratamento da TPM?

Para a tensão pré-menstrual com sintomas são leves, algumas medidas higiênico-dietéticas simples geralmente são suficiente para reduzir ou mesmo eliminar os sintomas: dieta equilibrada, exercícios físicos regulares... Uma medicação sintomática também pode ser associada: anti-inflamatórios contra as dores ou diuréticos contra a retenção de líquidos.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Quando um estilo de vida mais saudável não for suficiente para melhorar a situação, o uso da contracepção hormonal pode ser recomendado para prevenir a ovulação e, finalmente, inibir as flutuações da progesterona que causam a TPM.

Em pacientes com transtorno disfórico pré-menstrual, o uso de medicações que provocam uma menopausa temporária pode ser considerado por um curto período (não mais de seis meses).

Bruna Moura
Sem Internet
Verifique suas configurações