Solitária (tênia): sintomas, tratamento, como adquirimos?

Solitária (tênia): sintomas, tratamento, como adquirimos?

O verme solitária é um parasita que se desenvolve no tubo digestivo. Ela é benigna e muito frequente e deve ser tratada quando o verme não desaparece sozinho. 

O que é o verme solitária?

Também chamado de tênia ou taenia, o verme solitária é um parasita que se desenvolve no intestino delgado humano. Este parasita, que pode viver 40 anos, é um verme longo com aspecto de fita e que pode chegar a 10 metros de comprimento quando adulto. O verme tem uma forma achatada e segmentada e possui uma pequena face com quatro pequenas ventosas. Há duas espécies de tênia que podem ser transmitidas ao ser humano: a taenia saginata, transmitida pelo bife, e a taenia solium, transmitida pelo porco.  

Solitária: como ela é transmitida?

A solitária é transmitida pelo consumo de carne bovina ou de porco contaminada com larvas vivas. Quando uma carne contaminada por uma larva não é suficientemente cozida, a pessoa ingere a larva que se fixa na parede do intestino delgado.

Uma vez fixada, o verme alimenta-se do que o indivíduo consome, chegando ao tamanho adulto em três meses e reproduzindo-se através do desenvolvimento de novos anéis. Esses anéis reprodutivos são, de tempos em tempos, expulsos do corpo do hospedeiro nas fezes.   

Solitária: quais são os sintomas?

Uma pessoa infectada por uma solitária muitas vezes não apresenta nenhum sintoma; por isso, ela pode passar anos no corpo de alguém antes que a pessoa perceba que está infectada. Neste caso, o verme pode adquirir um tamanho impressionante (até 10 metros de tamanho).

Um dos sinais mais característicos de uma solitária é a presença dos anéis nas fezes, nas roupas de baixo (calcinha, cueca, etc.) ou nos lençóis. Estes anéis, que medem uma média de 2 centímetros, são brancos e se mexem. Outros sintomas confundidos com outras infecções podem aparecer, como diminuição ou aumento do apetite, perda de peso anormal, coceira no ânus, dores abdominais, náuseas, fadiga e, mais raramente, erupções cutâneas e urticárias.

Solitária: como tratar?

O verme é benigno, mas deve ser tratado a fim de matar o parasita. Ele não desaparece sozinho e pode continuar a crescer sem tratamento. Assim que o diagnóstico for confirmado, o médico vai prescrever um medicamento antiparasitário chamado vermífugo.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

O mais comum é a niclosamida, em uma dose única, em que ela será expulsa do corpo com as fezes. Um tratamento pode ser prescrito duas semanas mais tarde para ter certeza que o verme foi realmente eliminado. Depois de sua eliminação, é importante ter uma higiene correta como lavar as mãos regularmente e lavar os guardanapos, roupas de cama e íntimas.

Raposo Gabriela
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações