Depois de 100 anos de amor, as duas tartarugas de Galápagos põem fim à relação

Depois de 100 anos de amor, as duas tartarugas de Galápagos põem fim à relação

Parece que as histórias de amor nunca acabam bem. Até mesmo aquelas que parecem serem feitas para durar até a eternidade. Bibi e Poldi acabam de oficializar a sua separação depois de um século de amor. Vamos falar um pouco dessa ruptura entre duas tartarugas de Galápagos que é de cortar o coração.

#Alertaseparação, #breakupalert! Uma história de amor que ainda nos dava esperança de viver chegou ao fim. E não é qualquer uma. Estamos falando de uma história de amor que teve um século de duração. Bibi e Poldi, duas tartarugas de Galápagos que vivem no Reptilien Zoo Happ, um zoológico na Áustria, decidiram se separar. Mas não foi uma separação amigável, pelo que dizem os proprietários do estabelecimento. De acordo com eles, elas pareciam "não querer mais se ver nem pintadas de ouro"!

Tudo tinha sido tão bom no começo...

Atlas Obscura, uma revista dedicada a viagens e que não tem nada de tabloide e de humor, revelou que as duas tartarugas nasceram no mesmo ano, em 1897, e cresceram juntas em um zoológico suíço. Elas esperaram completar vinte anos para começarem a frequentar uma a outra de forma mais íntima. Amor de juventude? Longe disso, uma vez que nos anos 1970, quando os dois répteis foram transferidos para a Áustria, eles continuaram os gestos de carinho, carapaça com carapaça...

Casal perfeito e fiel

O casal parecia ter sido feito um para o outro. Poldi era um belo macho com um olhar vivo que aprecia carícias na nuca e Bibi mantinha um porte de rainha e uma atitude misteriosa que lhe fazia "parecer com Greta Garbo", de acordo com um artigo do Pittsburgh Post Gazette! Isso sem falar nos tantos gostos em comum que eles tinham: momentos de banho de sol depois descanso na sombra, banquetes de tomates e muito mais.

Poldi e Bibi são tartarugas de Galápagos, que não são conhecidas por serem monogâmicas. No entanto, podendo viver até duzentos anos, essa espécie geralmente leva o tempo de forma a se relacionarem com diferentes parceiros ao logo de suas existências. É por isso que a fidelidade e a exclusividade que unia Poldi e Bibi parecia anunciar um final feliz... Mas aparentemente, o conto de fadas acabou para as tartarugas!

Brigas sem fim

Por muitas décadas, o casal trouxe alegria aos visitantes e aos proprietários do zoológico, negócio familiar. Tudo até um péssimo dia de novembro de 2011 em que tudo foi por água abaixo. Ao se aproximar de sua jaula, o zelador percebe que Bibi mordeu Poldi de tirar sangue. Mesmo que as tartarugas não tenham dentes, a força de seus maxilares e seu pico com chifres podem causar graves lesões. Por medo que a situação se agravasse, a equipe não teve outra escolha a não ser separá-los. Pensando que aquilo não seria momentâneo.

Afetados por essa reviravolta sentimental, que eles ainda não conseguiram explicar, os membros do estabelecimento tentaram resolver as coisas para o casal que dormia carapaça com carapaça. "Esperávamos que eles se reencontrassem na primavera, em sua primeira saída", explicou Helga Happ, diretora do zoológico que abriga milhares de animais, ao Wiener Zeitung.

Leia também
Imagens de um enorme tubarão-tigre capturado na Austrália comovem a internet

Terapia de casais

Eles tentaram continuamente por mais de sete anos: "diversos momentos" para fazer com que a chama do amor renascesse, um boneco na imagem de Poldi impregnado com seus feromônios foi levada a Bibi, num momento em que ela parecia estar depressiva, para que ela se reabituasse com ele, jogos para que se criasse uma ligação entre eles... Nada funcionou. Eles tiveram que se virar com a situação. Foi um muito bem claro final de relacionamento. Bibi não quer mais ouvir falar do seu antigo amor. E quando ele passa por ela, ela "chia como uma serpente", lamenta a diretora.

A equipe do zoológico não teve outra escolha a não ser construir duas casas individuais separadas por um vidro.

Quem sabe, talvez um dia Bibi chegará no vidro e fará um gesto de reconciliação para o seu primeiro e único amor...

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações