Um veterano da Marinha explica como sobreviver ao ser atirado na água de pés e mãos atados
Um veterano da Marinha explica como sobreviver ao ser atirado na água de pés e mãos atados
Um veterano da Marinha explica como sobreviver ao ser atirado na água de pés e mãos atados
Leia mais

Um veterano da Marinha explica como sobreviver ao ser atirado na água de pés e mãos atados

Quando um soldado é capturado pelas tropas inimigas, sua chance de sobreviver é mínima...mas eles são treinados pra isso também! Um veterano deu dicas de como sobreviver se cair na água.

Amarrados pelos pés e mãos e lançados na água, você ainda tem chances de sobreviver… se você seguir à risca os conselhos de Clint Emerson, um antigo membro da Navy Seal. O grupo de Operações Especiais do exército americano ensina algumas técnicas. A chave, segundo os instrutores, é controlar a respiração. Com os pulmões cheios, o corpo flutua mais facilmente e por isso é importante manter a respiração profunda e rápida.

Flutuar na água doce é mais complicado, mas não impossível. O pânico é inimigo número 1 de sua sobrevivência na água porque ela provoca a hiperventilação. O objetivo seguinte é de chegar à terra firme ou aguardar um barco de resgate. Em águas não-profundas, deixe- se afundar enquanto expira e toque o cão para voltar à superfície recuperando a respiração e avançando pouco a pouco.

Em águas mais profundas, gire sobre si mesmo e tente elevar o rosto acima dos ombros para respirar. Se o mar estiver agitado, vire de costas para respirar para poupar energias.

É pouco provável que este tipo de situação aconteça, mas ela é mais comum para os soldados. Como prevenir nunca é demais, ao menos você saberá o que fazer se, por azar, você for jogado em água.

Escrito por Pedro Souza
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações