Pensavam que a filha deles estava bêbada, mas na verdade ela estava morrendo

Pensavam que a filha deles estava bêbada, mas na verdade ela estava morrendo

Todos nós conhecemos as consequências do álcool: quem bebe demais, tropeça e não consegue andar corretamente. Foi o que aconteceu com Erin, mas a causa estava longe de ser o álcool!

Aos 15 anos, Erin voltou para casa cambaleando e tropeçando. Seus pais acharam que ela havia bebido demais, mas na realidade ela estava gravemente doente. Em seguida, ela começou ter vertigens e sua mandíbula começou a doer. Os pais reagiram rápido e a levaram para o pronto-socorro.

Cirurgia de emergência

O diagnóstico foi confirmado após uma bateria de exames: o cérebro de Erin havia deslizado em sua medula espinhal. Esse problema é conhecido como síndrome Arnold Chiari. Uma má formação que pode ter consequências graves que podem até levar à morte! A garota foi então operada e tudo ocorreu conforme o planejado. Quando Erin acordou, ela pôde dizer pela primeira vez: "Mãe, eu não me sinto mais atordoada". Agora, a adolescente terá que viver toda a sua vida com as conseqüências desta doença. Ela não pode mais praticar esportes ou pular de um trampolim pois movimentos muito bruscos poderiam causar uma recaída.

• Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações