Síndrome de Tietze: definição, diagnóstico e terapia. Tem tratamento?

Síndrome de Tietze: definição, diagnóstico e terapia. Tem tratamento?

A síndrome de Tietze caracteriza-se por dores torácicas na altura do esterno, entre a segunda e a terceira costela. É uma doença benigna que desaparece em algumas semanas ou meses.

O que é síndrome de Tietze

A síndrome de Tietze é caracterizada principalmente por dores na parte superior do tórax, na região do esterno, geralmente entre a segunda e a terceira costelas. As dores, às vezes agudas, surgem por surtos, que podem parecer um beliscão, muitas vezes potencializado por certos movimentos.

O simples fato de tossir pode, por exemplo, provocar grandes dores em uma pessoa com a síndrome de Tietze, assim como um movimento dos braços ou um grande esforço. As dores também podem vir acompanhadas de vermelhidão ou inchaço.

Leia também
O maior javali do mundo: o Sus Scrofa Attila é um gigante das florestas

Quais são as causas da síndrome de Tietze?

Grande parte das causas da síndrome de Tietze permanecem desconhecidas, mas alguns fatores podem contribuir para o início da doença. Um golpe sofrido na área do tórax, desgaste ou inflamação da cartilagem, um traumatismo ligado a um movimento ou certos movimentos repetitivos pode contribuir para o início da síndrome de Tietze. Por exemplo, chacoalhar regularmente um tapete no caso de pessoas que fazem limpeza.

Diagnóstico e tratamento da síndrome de Tietze

A síndrome de Tietze que se manifesta por dor torácica severa é preocupante pois, às vezes, pode ser um vestígio de um problema cardíaco. Diante de tais sintomas, não hesite em consultar um médico, que realizará um exame clínico: uma palpação na área dolorosa e uma entrevista para descartar outras patologias e confirmar o diagnóstico. Uma radiografia nem sempre é indispensável, mas pode ser proposta para pacientes que sofreram um grande impacto na região torácica.

O repouso é o melhor remédio para curar rapidamente uma síndrome de Tietze; portanto, é necessário que a pessoa evite esforços e movimentos que causem dor. Analgésicos ou anti-inflamatórios também podem ser úteis para tratar o paciente. A dor geralmente desaparece após algumas semanas ou meses, mas se o incômodo persistir, injeções de cortisona podem ser consideradas.

Existe um risco de reincidência no caso da síndrome de Tietze.

O termo bastante utilizado em Medicina e Psicologia para caracterizar o conjunto de sinais e sintomas que definem uma determinada patologia ou condição. Aqui no gentside a gente te informa sobre diversas síndromes como a de Diógenes

• Marcos Silva