Síndrome de Cushing: sintomas, tratamento e diagnóstico. O que é?

Síndrome de Cushing: sintomas, tratamento e diagnóstico. O que é?

A síndrome de Cushing é caracterizada por um conjunto de sinais e sintomas causados pelo excesso de cortisol no organismo.

Definição: o que é a síndrome de Cushing?

A síndrome de Cushing é causada pela produção excessiva de cortisol. Ela ocorre quando uma pessoa apresenta uma associação de sintomas e sinais clínicos que surgem devido ao excesso de hormônios de ação glicocorticóide.

A síndrome de Cushing é uma doença relativamente rara que geralmente surge entre os 20 e 40 anos. Ela afeta mais frequentemente as mulheres do que os homens.

Origem da síndrome de Cushing

Leia também
O maior javali do mundo: o Sus Scrofa Attila é um gigante das florestas

Existem dois tipos de hormônios de ação glicocorticóide. O primeiro é encontrado naturalmente em nosso corpo e é chamado de cortisol. Ele é secretado por ambas as glândulas supra-renais. O outro tipo é um hormônio sintético, também chamado de "corticosteróides sintéticos", prescrito sob forma de medicamentos pelo seu efeito anti-inflamatório.

A síndrome de Cushing endógena ocorre quando o cortisol é expelido excessivamente pelas glândulas supra-renais. A síndrome de Cushing exógena ou iatrogênica ocorre após a ingestão de medicamentos.

Sintomas da síndrome de Cushing

A síndrome de Cushing combina diversos sintomas que podem aparecer progressivamente e piorar ao longo dos meses e anos. Os sintomas mais sugestivos da síndrome de Cushing são:

Ganho de peso na face e na parte superior do corpo;

Rosto inchado e vermelho;

- Hipertensão arterial;

- Excesso de pelos nas mulheres;

- Fragilidade da pele (ferimentos, hematomas, estrias);

- Ciclos menstruais irregulares;

- Fadiga.

Causas da síndrome de Cushing

A síndrome de Cushing pode ser provocada por medicamentos (corticosteroides sintéticos) ou por um tumor. Esse tumor pode ser localizado na glândula adrenal, que fabrica cortisol em excesso, ou na glândula pituitária.

Alguns tumores da glândula pituitária causam a superprodução de outro hormônio, o ACTH ou hormônio adrenocorticotrófico, e fazem com que as glândulas supra-renais produzam muito cortisol. Surge então a chamada " Síndrome de Cushing ACTH-dependente ".

Tratamento da síndrome de Cushing

A síndrome de Cushing é tratada, na maioria dos casos, com uma cirurgia que consiste na remoção do tumor para reduzir a sobreprodução de cortisol ou para acabar com a doença adrenal. A radioterapia e a quimioterapia também podem ser usadas contra os tumores.

• Marcos Silva