Trombocitopenia: causas, sintomas e definição da plaquetopenia

Trombocitopenia: causas, sintomas e definição da plaquetopenia

Trombocitopenia, ou plaquetopenia, corresponde a uma diminuição alarmante do número de plaquetas do sangue.

Definição: O que é trombocitopenia?

A trombocitopenia, também conhecida como plaquetopenia, corresponde a uma diminuição do número de plaquetas sanguíneas para menos de 150.000 por milímetro cúbico do sangue.

As plaquetas sanguíneas, ou trombócitos são células contidas na medula óssea. São essenciais para a coagulação sanguínea, pois elas participam da hemostasia primária (primeira fase da hemostasia), o processo que permite parar um sangramento. As plaquetas são responsáveis pela formação de um coágulo de sangue (trombo) parando uma hemorragia no interior do corpo.

Sintomas da trombocitopenia

A trombocitopenia se manifesta principalmente por hemorragias. Quando elas ocorrem sob a pele, é chamada de púrpura trombocitopênica. Minúsculas manchas vermelhas e planas (petéquias) aparecem sobre a pele. Ao contrário das erupções do sarampo ou rubéola, elas não desaparecem quando são pressionadas com um dedo. Estas “cabeças de alfinete" podem ser acompanhadas por contusões.

A síndrome hemorrágica também pode causar sangramentos recorrentes do nariz, hemorragias da retina (no fundo do olho) ou sangramentos digestivos.

Causas da trombocitopenia

A trombocitopenia pode ser explicada por uma diminuição da produção de plaquetas pela medula óssea ou pela destruição excessiva das células presentes no sangue.

Muitas podem ser as causas desses fenômenos, como uma doença autoimune, uma leucemia, um dano da medula óssea, um câncer, uma infecção, uma septicemia, uma carência de vitamina B12 ou a ingestão de certos medicamentos.

Tratamento de trombocitopenia

Uma trombocitopenia leve passageira não demanda, necessariamente, um tratamento. Em casos de hemorragia grave, são realizadas transfusões de plaquetas no sangue. A causa da trombocitopenia deve ser identificada para que o problema possa ser tratado na fonte.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Deve-se notar que alguns medicamentos são estritamente proibidos porque podem agravar ainda mais o estado de funcionamento das plaquetas. Este é particularmente o caso da aspirina e de anti-inflamatórios não esteroides.

Bruna Moura
Sem Internet
Verifique suas configurações