Taquicardia: sinusal, supraventricular, ventricular, atrial. Tratamento e sintomas de taquicardia

Taquicardia: sinusal, supraventricular, ventricular, atrial. Tratamento e sintomas de taquicardia

A taquicardia é um aumento do ritmo cardíaco. Existem diferentes tipos, dependendo da causa do problema, como a taquicardia ventricular, a taquicardia sinusal ou a taquicardia juncional (taquicardia de Bouveret).

Taquicardia: o que é?

A taquicardia corresponde a um aumento da frequência cardíaca. É chamado de taquicardia quando o coração bate, em repouso, mais de 100 vezes por minuto. Nesse ritmo, o coração não fornece ao organismo a quantidade suficiente de sangue e oxigênio. Uma frequência cardíaca normal fica entre 60 e 90 batimentos por minuto.

Sintomas de taquicardia

A aceleração da frequência cardíaca geralmente leva a dificuldades em respirar: falta de ar e respiração rápida. Isto é acompanhado por uma sensação de vertigem, tontura e fraqueza que pode leva à perda da consciência.

A taquicardia provoca a sensação de que o coração está descontrolado. Isso causa dores torácicas e pancadas no peito.

Tipos de taquicardia

Existem vários tipos de taquicardia:

- Taquicardia sinusal: Esta é a taquicardia mais comum. É uma resposta normal do coração a certos estímulos, como um esforço físico ou ansiedade. Ela também pode ser causada por uma desidratação ou um hipertireoidismo. O nome desse tipo de taquicardia vem do nó sinusal, responsável pelos impulsos elétricos do coração.

- Taquicardia ventricular: É caracterizada por contrações aceleradas dos ventrículos do coração (bombas que enviam o sangue para o corpo). Ela está ligada a uma cardiopatia subjacente, como a hipertensão arterial, um infarto do miocárdio ou uma insuficiência cardíaca. Um atendimento urgente no hospital é necessário em caso de crise.

- Taquicardia juncional (taquicardia de Bouveret): Ela é relacionada à doença de Bouveret, uma anomalia na propagação dos impulsos elétricos do coração. A pessoa afetada sente batimentos cardíacos rápidos e fortes.

- Taquicardia atrial: É causada pelo ritmo acelerado das contrações dos átrios do coração. Os átrios são cavidades que recebem o sangue e, em seguida, o reenviam para ventrículo associado.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Tratamento da taquicardia

O tratamento da taquicardia depende de seu tipo. Se a origem não for uma doença cardíaca, o tratamento busca diminuir o ritmo do coração por meio de medicamentos, como betabloqueadores ou antiarrítmicos.

Nos casos em que uma doença cardíaca é responsável pela taquicardia, é imprescindível tratá-la. A taquicardia ventricular requer uma hospitalização imediata porque os riscos de morte súbita são reais. Apenas o cardiologista pode determinar o tratamento que melhor se adapte a cada caso de taquicardia.

Bruna Moura
Sem Internet
Verifique suas configurações