Síndrome do túnel do carpo: sintomas, tratamento e anatomia
Síndrome do túnel do carpo: sintomas, tratamento e anatomia

Síndrome do túnel do carpo: sintomas, tratamento e anatomia

A síndrome do túnel do carpo é uma doença que provoca dores intensas no pulso. Essa síndrome é muito presente no meio profissional, mas existem formas de se prevenir esta síndrome antes que se torne mais séria. Explicaremos mais a seguir.

O que é o túnel do carpo?

A síndrome do túnel do carpo é uma condição caracterizada por sintomas que aparecem na mão. É o resultado da compressão do nervo mediano. No pulso, encontram-se o nervo mediano e os tendões flexores dos dedos que passam por um "túnel", chamado túnel do carpo.

Este canal é muito estreito, portanto, qualquer condição que reduz o espaço, uma inflamação por exemplo, provoca uma compressão do nervo mediano. Isto vai interromper os impulsos nervosos e provocar o aparecimento de diferentes sintomas. Alguns movimentos dos dedos, especialmente do polegar, podem tornar-se mais difíceis ou impossíveis.

Causas da síndrome do túnel do carpo

Não se sabe o porquê, as mulheres são três vezes mais afetadas que os homens pela síndrome do túnel do carpo. Mas as origens são diversas. Estudos permitiram identificar fatores hormonais ou metabólicos (gravidez, menopausa, diabetes...), anomalias congênitas ou adquiridas, assim como certas doenças (poliartrite, gota...).

Alguns movimentos ou posturas também podem favorecer o desenvolvimento da síndrome. O risco é maior no meio profissional, em trabalhadores expostos à repetição de movimentos do punho e do antebraço, movimentos que demandam uma grande força na mão, posturas incômodas para a mão e a manipulação de ferramentas que vibram.

Sintomas e dores da síndrome do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo é caracterizada por diferentes sintomas que são resultados da compressão do nervo mediano. Pode afetar ambas as mãos ao mesmo tempo, mas não é um padrão, às vezes apenas uma das duas mãos é atingida. Pode-se também constatar:

- Dormência das mãos e dos dedos- Formigamento em uma ou nas duas mãos (parestesia)

- Dor no punho e na palma da mão que se espalha para os dedos ou para o antebraço

- Dificuldade em pegar ou segurar objetos.

Esses problemas ocorrem principalmente à noite ou durante uma atividade. Eles muitas vezes desaparecem ao agitar a mão ou deixá-la dependurada. No entanto, os sinais também podem aparecer durante o dia ao executar certos movimentos ou permanecer em uma determinada posição por um tempo prolongado.

Os sintomas também dependem do grau de evolução da síndrome do túnel do carpo. Nas mulheres, as dores podem ocorrer antes da menstruação, durante os últimos meses de gravidez e logo após o parto.

Tratamento e cirurgia: como tratar a síndrome do túnel do carpo?

Assim que aparecem os sintomas que podem denunciar a síndrome do túnel do carpo, é importante consultar rapidamente um médico que irá confirmar, ou não, o diagnóstico. Na verdade, quanto mais cedo o problema for detectado, melhor o será tratamento.

O tratamento da síndrome do túnel do carpo começa eliminando os fatores que favorecem as causas (já citadas acima). Isto pode ser suficiente para reverter os sintomas. Quando a síndrome do túnel do carpo não apresenta sinais de gravidade, ela é cuidada com um tratamento médico que inclui:

- O uso de uma tala removível que permitirá imobilizar o punho em uma posição neutra durante a noite, geralmente durante um período de três meses. Isso ajuda a aliviar sintomas noturnos.

- Uma injeção de corticoides no túnel do carpo. Porém isso não oferece alívio imediato e pode ser temporário, dependendo da gravidade da síndrome.

- Medicamentos como analgésicos ou anti-inflamatórios não esteroides que permitem aliviar a dor.

Se o tratamento médico falhar ou se a síndrome for muito grave, uma intervenção cirúrgica pode ser proposta. No entanto, raramente é urgente e consiste essencialmente em seccionar um dos ligamentos situados no túnel do carpo que designa o grupo de ossos localizados no pulso. Isto irá reduzir a pressão do nervo mediano.

Essa operação é mais frequentemente realizada em uma cirurgia ambulatorial (entrada e saída do paciente no mesmo dia) e com anestesia regional, ou seja, apenas o braço é anestesiado. O procedimento geralmente permite fazer com que os formigamentos e outras sensações desapareçam gradualmente. As dores diminuem dentro de semanas.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações