Psoríase: rósea, alba, versicolor. A psoríase tem cura?
Psoríase: rósea, alba, versicolor. A psoríase tem cura?

Psoríase: rósea, alba, versicolor. A psoríase tem cura?

A psoríase é uma doença inflamatória da pele. Sua forma mais comum é a psoríase do couro cabeludo, mas também há a psoríase das unhas ou a psoríase palmo-plantar (mãos e pés).

O que é psoríase?

A psoríase é uma doença inflamatória da pele que geralmente se manifesta com o aparecimento de placas vermelhas cobertas com crostas brancas espessas. As áreas mais afetadas são as zonas de atrito, como joelhos, cotovelos e couro cabeludo, mas qualquer parte do corpo pode ser atingida. Trata-se de uma doença crônica que evolui por surtos e fases de remissão.

Não contagiosa e geralmente benigna, a psoríase afeta entre 1 e 3% da população mundial. A afecção cutânea, na maioria dos casos, começa entre 20 e 30 anos.

Psoríase: sintomas

Existem vários tipos de psoríase. O mais comum é a psoríase em placas ou psoríase vulgar. É caracterizada por manchas vermelhas redondas ou ovais cobertas de crostas de pele que se soltam. Geralmente são acompanhadas de coceira intensa.

A localização das placas varia de uma pessoa para outra. As áreas de atrito, como cotovelos ou joelhos são as mais afetadas. Na maioria dos casos, trata-se de uma psoríase do couro cabeludo, mas também pode ser uma psoríase ungueal, psoríase palmo-plantar ou uma psoríase invertida (em que áreas de dobras são atingidas pelas lesões ao invés das áreas de atrito).

Existem também formas mais raras e mais graves como a psoríase em gotas (as placas são pequenas e em forma de gotas), a psoríase eritrodérmica (forma generalizada que atinge mais de 90% da pele) e a psoríase pustulosa (aparição de pústulas amarelada nas mãos e nas pontas dos pés). Em 20% dos casos, a psoríase é acompanhada por dores articulares. Isto é conhecido como reumatismo psoriático ou artrite psoriática.

É necessário saber que a psoríase é cíclica, evolui de forma imprevisível e varia de acordo com o paciente. A doença pode desaparecer após alguns meses e depois ressurgir anos mais tarde sem motivo aparente.

Causas da psoríase

A origem exata da inflamação crônica que causa a psoríase ainda é desconhecida, mas alguns fatores foram identificados, como predisposição familiar. Alguns genes foram identificados, mas o seu papel exato na aparição da doença ainda é incerto. No entanto, constatam-se antecedentes familiares em cerca de 40% dos casos.

Fatores ambientais podem favorecer o aparecimento da psoríase em pessoas predispostas, como um choque emocional ou um estresse intenso. O consumo de álcool e de tabaco também podem ter um papel no surgimento da doença.

Psoríase: tratamento

Infelizmente, hoje não existe nenhum tratamento que pode curar completamente a psoríase. No entanto, muitas opções terapêuticas estão disponíveis para aliviar os surtos da doença.

Para aliviar os sintomas, o tratamento baseia-se principalmente na aplicação de cremes e pomadas sobre as placas. Eles ajudam a hidratar a pele seca e reduzir a coceira.

Para as formas mais estendidas da doença, a fototerapia pode ser utilizada. Existem dois tipos de fototerapia. A puvaterapia consiste na exposição da pele aos raios ultravioletas de UVA. É realizada por sessões em cabine. A fototerapia por UVB utiliza raios que são parecidos aos do sol.

Em casos mais graves, um tratamento medicamentoso via oral ou por injeção pode ser prescrito. Os medicamentos mais utilizados são os retinóides, metotrexato, ciclosporina e bioterapias.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações