Pancreatite: aguda ou crônica? Sintomas e tratamento. A pancreatite tem cura?

Pancreatite: aguda ou crônica? Sintomas e tratamento. A pancreatite tem cura?

A pancreatite é uma inflamação do pâncreas. Existem duas formas de pancreatite: a aguda e a crônica. Quais são os seus sintomas e tratamentos?

Definição: O que é pancreatite?

A pancreatite consiste em uma inflamação do pâncreas. O pâncreas é uma glândula situada na cavidade do abdômen que desempenha um papel essencial na digestão.

Existem duas formas de pancreatite. A pancreatite aguda aparece de maneira abrupta, frequentemente após cálculos biliares ou consumo excessivo de álcool. Ela dura vários dias e, em geral, é benigna, mas pode, em alguns casos, levar a sérias complicações.

A pancreatite crônica surge após um episódio de pancreatite aguda e dura vários anos.

Sintomas de pancreatite

Os sintomas variam, dependendo da forma de pancreatite. A pancreatite aguda se manifesta principalmente por dores abdominais repentinas, às vezes intensas, principalmente depois de comer. O abdômen fica inchado, doloroso e sensível ao toque. Febre, cólicas, náuseas e vômitos são outros possíveis sintomas.

Quando a pancreatite torna-se crônica, a dor fica muito intensa e duradoura. Elas são localizadas principalmente na parte superior do abdômen. Há também uma perda de peso e carências nutricionais. No pior dos casos, complicações como um câncer de pâncreas, diabetes, problemas respiratórios ou uma perda da função pancreática podem surgir.

Causas da pancreatite

Uma das causas mais comuns da pancreatite aguda é um cálculo biliar que bloqueia o canal biliar que atravessa o pâncreas. O consumo excessivo de álcool também está entre as principais origens da inflamação. A pancreatite aguda pode surgir após uma intervenção cirúrgica, a ingestão de certos medicamentos, uma infecção ou um tumor do pâncreas.

Quase metade das pancreatites crônicas são causadas pelo consumo prolongado de álcool. O tabaco é um agravador dos riscos. Além disso, a pancreatite crônica pode ter uma causa genética ou autoimune. Cerca de um quarto das pancreatites são de origem desconhecida.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Pancreatite: tratamento 

O tratamento da pancreatite começa por dar um descanso ao pâncreas. O tratamento inclui, portanto, a absorção da comida através de um tubo que passa pelo nariz e vai diretamente para o estômago.

Quando o pâncreas já estiver descansado, é necessário atacar a causa da inflamação. A cessação total do consumo de álcool ou uma operação da vesícula biliar (remoção do cálculo) também podem ser necessárias. Medicamentos específicos como anti-inflamatórios ou analgésicos não esteroides podem ser prescritos.

Bruna Moura
Sem Internet
Verifique suas configurações