Olhos vermelhos depois de ter nadado em uma piscina? Não é por causa do cloro
Olhos vermelhos depois de ter nadado em uma piscina? Não é por causa do cloro
Olhos vermelhos depois de ter nadado em uma piscina? Não é por causa do cloro
Leia mais

Olhos vermelhos depois de ter nadado em uma piscina? Não é por causa do cloro

Olhos vermelhos depois de dar um mergulho na piscina? Se você achava até agora que era por causa do cloro, você está bastante enganado. Segundo o estudo anual dos Centros para controle e prevenção de doenças (CDC), esse fenômeno teria uma origem bem menos agradável.

75 litros de urina em piscinas públicas. É a descoberta surpreendente realizada pelos cientistas. Mas quais são as consequências reais para a nossa saúde?O estudo científico inapelável: a quantidade de urina é enorme em piscinas públicas. Em média, ela representa 75 litros de urina nas águas das piscinas. E os cientistas são unânimes no fato que a quantidade é a mesma em piscinas privadas. O motivo: as pessoas urinam nas piscinas. E também porque os banhistas não se lavam-se, ou não se lavam adequadamente, antes de entrar na água. Além disso, o estudo revelou que mesmo os nadadores olímpicos urinam nas piscinas! Logo, se os grandes campeões fazem isso, é porque não é arriscado, né?

Uma reação química perigosa.

Quando nós nos banhamos, nós urinamos. E nós também lançamos na água outros produtos e secreções: transpiração, protetores solares, loções, etc. Mas o cloro está lá para desinfetar a piscina, certo? Bom, não mesmo. O cloro entra em reação com esses produtos e secreções. Ele resulta em compostos químicos de nomes diferentes: cloramine, cloreto de cianogênio, nitrosaminas, ácido úrico e uréia. Todos são perigosos para a saúde dos banhistas. Elas criam irritações na pele, olhos e vias respiratórias. Esse é o resultado de um estudo feito pelo CDC ( Centers for Disease Control ou Centro de Contreole de Doenças) nos Estados Unidos, que faz soar o alarme.

Para que serve o cloro?

O cloro é um desinfetante, certamente. Mas ele não neutraliza a urina e os produtos já listados: protetores solares, loções, etc. Ele elimina certas bactérias e suprime os germes das algas ou fungos que podem desenvolver-se na água parada.

O que fazemos então?

Não vamos recomendar que as pessoas deixem de ir às piscinas. Mas é importante prestar atenção. Primeiro, educar as pessoas que utilizam sua piscina. Pedir para que elas tomem uma ducha e lavem-se antes de entrar na água. E não pode durar apenas alguns segundos esse banho. Os experts recomendam passar cerca de um minuto debaixo do chuveiro e de se esfregar a pele. Evidentemente, a mensagem é a seguinte: "não urinem nas piscinas". E, enfim, ao sair da água, passar por uma ducha de água limpa para retirar os produtos químicos da sua pele. A opção de tratamento da piscina por eletrólise de sal é também possível. Para saber mais, consulte um especialista.

Escrito por Pedro Souza
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações