O tumor cerebral dessa mulher era, na verdade, um verme vivo

O tumor cerebral dessa mulher era, na verdade, um verme vivo

Os médicos pensaram que esta mulher tinha um tumor ... Surpresa: na verdade tratava-se de um verme vivo.

Rachel Palma, uma nova-iorquina de 42 anos, queixou-se a seu médico sobre sintomas surpreendentes: de repente, ela começou a esquecer as palavras, deixava cair, involuntariamente, objetos que segurava em suas mãos.

Depois de uma ressonância magnética, os médicos descobriram o que eles pensavam ser uma lesão contendo um tumor potencialmente cancerígeno e mortal. Então, eles realizaram uma operação de emergência para remover o tumor ... Mas, surpresa: no momento da remoção da lesão, os médicos descobriram que ele não tinha uma aparência normal. Depois de retirá-lo com sucesso do paciente, eles o colocaram sob um microscópio e o abriram. Foi quando uma pequena minhoca saiu.

Mais medo do que danos reais

Rachel foi diagnosticada com neurocisticercose, uma infecção parasitária do sistema nervoso central causada por um verme, a tênia, que acontece depois da ingestão de carne de porco crua ou mal passada. O parasita, no momento da ingestão, está sob a forma de ovos microscópicos. Uma vez no corpo, os ovos eclodem e podem ser alojados em vários órgãos, incluindo músculos, olhos, pele ... mas vermes têm uma preferência pelo cérebro devido à sua abundância de sangue

O caso de Rachel Palma continua a intrigar os médicos, já que a paciente afirma não ter comido carne crua ou mal cozida, nem viajado para um país estrangeiro.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Apesar de ter um verme na cabeça parecer muito perturbador e repugnante, os médicos ficaram muito aliviados com o fato de não ser um tumor, o que poderia colocar a vida de Rachel em perigo. Uma vez removido o parasita, não  foram necessários tratamentos especiais

Raposo Gabriela
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações