Narcolepsia: sintomas e tratamento. O que é narcolepsia?
Narcolepsia: sintomas e tratamento. O que é narcolepsia?

Narcolepsia: sintomas e tratamento. O que é narcolepsia?

A narcolepsia é um distúrbio crônico do sono. Seus sintomas são problemas de sono e sonolência súbita durante o dia. Quais são as suas causas e qual é o seu tratamento?

O que é narcolepsia?

A narcolepsia, também conhecida como doença de Gélineau, é um distúrbio crônico do sono. Uma pessoa narcoléptica tem um tempo de sono excessivo, uma forte fadiga e pode adormecer de repente e involuntariamente. Esta sonolência diurna pode ocorrer a qualquer momento, no trabalho, nos transportes ou na rua.

A narcolepsia afeta aproximadamente 1 a cada 2800 pessoas. Embora não provoque nenhuma complicação patológica, prejudica muito a vida quotidiana.

Sintomas de narcolepsia

Os sintomas da narcolepsia são todos, mais ou menos, ligados às crises do sono. Geralmente, estas crises acontecem quando que a pessoa narcoléptica fica inativa ou se entedia (fila de espera, metrô). Mas podem ocorrer em qualquer momento, mesmo em pleno esforço físico ou intelectual. O sono pode durar de alguns minutos a várias horas se não for interrompido.

Na maioria dos casos, uma pessoa com narcolepsia também tem crises de cataplexia (perda súbita do tônus muscular, sem perda de consciência, desencadeada por emoções fortes como medo, alegria e raiva).

Além disso, constata-se uma tendência em acordar várias vezes por noite, paralisia do sono por alguns segundos antes de adormecer ou logo após acordar e, em alguns casos, alucinações.

A narcolepsia não traz complicações, mas existe o risco de acidentes. Esse risco se dá pelo fato de que uma crise pode ocorrer no momento em que a pessoa está conduzindo um carro ou uma máquina pesada, por exemplo.

Causas da narcolepsia

As causas da narcolepsia ainda são desconhecidas. Estima-se que ela é causada por uma baixa da concentração de hipocretina (ou orexina), um neurotransmissor no cérebro cujo papel é o de estimular o estado de vigília. Portanto, sua carência provoca o aparecimento do sono paradoxal (ou sono REM) em qualquer momento do dia.

A narcolepsia também pode estar relacionada a fatores genéticos, antecedentes familiares, exposição a substâncias tóxicas, infecções ou um traumatismo cerebral.

Tratamento de narcolepsia

A narcolepsia não pode ser curada, mas os seus sintomas podem ser atenuados. O tratamento, portanto, busca amenizar os inconvenientes na vida cotidiana e evitar que a pessoa coloque-se em perigo. Para reduzir a sonolência súbita durante o dia, pode ser prescrito modafinil, assim como estimulantes do sistema nervoso como anfetaminas. Se a vontade de dormir persistir durante o dia, é aconselhável tirar vários cochilos planejados de 20 minutos.

Hábitos saudáveis de sono devem ser colocados em prática. Também é recomendável deitar-se todas as noites na mesma hora, tomar um banho antes de ir para cama e evitar telas, cafeína ou tabaco antes de dormir.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações