Menopausa: sintomas, causas e tratamento. O que é a menopausa?
Menopausa: sintomas, causas e tratamento. O que é a menopausa?

Menopausa: sintomas, causas e tratamento. O que é a menopausa?

A menopausa é uma etapa pela qual todas as mulheres passam ao chegar a determinada idade. Ela designa o fim do período reprodutivo feminino e se caracteriza pelo fim da menstruação e do ciclo hormonal. Mas quais são os sintomas e como enfrentá-los? Confira algumas explicações.

Definição: o que é a menopausa?

A menopausa corresponde ao fim do período reprodutivo da mulher. Ela se caracteriza pelo fim da menstruação e, portanto, o fim da ovulação e da secreção, pelos ovários, dos hormônios sexuais (estrogênios e progesterona).

Do ponto de vista médico, a menopausa ocorre quando a mulher fica sem menstruar por mais de 12 meses consecutivos. Chamamos de perimenopausa o período de 2 a 7 anos que precede a menopausa. Durante essa fase, a ovulação fica irregular e o nível de estrogênios pode variar muito.

A menopausa acontece, em média, aos 50 anos. Quando ela ocorre antes dos 40 anos, é considerada precoce. A menopausa precoce pode acontecer de forma espontânea ou pode ser provocada por doença, medicamentos, cirurgia ou tratamentos de radioterapia ou de quimioterapia.

Sintomas: como detectar a menopausa?

Os sintomas da menopausa geralmente são mais fortes durante a perimenopausa. Eles estão diretamente ligados às variações hormonais que ocorrem durante esse período de transição e ao envelhecimento. Esses sintomas são variados e variáveis. Podemos observar:

- ondas de calor e suores noturnos

- menstruações irregulares (antes do fim)

- secura da pele e da vagina

- distúrbios do sono

- irritabilidade, depressão, diminuição da libido

- ganho de peso

No final do processo, a queda do nível de estrogênio provocada pela menopausa pode ter consequências sobre os ossos (osteoporose), os vasos sanguíneos e o coração (hipertensão arterial, doença coronariana, infarto, AVC, aterosclerose).

Tratamento: o que fazer quando chega a menopausa?

Quando os sintomas da menopausa são fortes, é possível recorrer a tratamentos que não retomam a atividade ovariana, mas atacam os transtornos associados.

Em vários casos, trata-se de uma reposição hormonal que vai compensar a carência de hormônios, principalmente a falta de estrogênio. O tratamento consiste em administrar estrogênios para limitar ou suprimir os distúrbios incômodos. Geralmente, é associado a uma ingestão de progesterona a fim de prevenir o câncer de útero, já que os estrogênios têm um efeito carcinogênico no organismo em longo prazo.

No entanto, estudos mostraram que a reposição hormonal poderia, em função da duração de tratamento, aumentar o risco de câncer de mama. Por esse motivo, hoje, esses tratamentos são menos prescritos. Nos últimos anos, foram criadas novas substâncias como os Moduladores Seletivos do Receptor de Estrógeno (MSREs), que são usados para prevenir a osteoporose.

Para facilitar a transição que é a menopausa, aconselha-se a adoção de certos hábitos como se alimentar de forma equilibrada e praticar esportes. Em caso de ressecamento vaginal, existem géis e lubrificantes que desempenham o mesmo papel que as secreções fisiológicas.

Escrito por Helena Barros
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações