Leucemia: aguda, crônica, sintomas, causas. A leucemia tem cura?
Leucemia: aguda, crônica, sintomas, causas. A leucemia tem cura?

Leucemia: aguda, crônica, sintomas, causas. A leucemia tem cura?

A leucemia é um câncer das células sanguíneas da medula óssea. Existem dois tipos principais: a leucemia linfoide (ou linfoblástica) e a leucemia mieloide. Elas podem ser agudas ou crônicas.

O que é a leucemia?

A leucemia é um câncer das células sanguíneas da medula óssea. Não se deve confundi-la com os linfomas que se desenvolvem nos gânglios.

No caso da leucemia, a fabricação de glóbulos brancos pela medula óssea é fortemente alterada. Células anormais, chamadas células leucêmicas, são criadas em grande quantidade e proliferam na medula. Em seguida, elas se disseminam através da circulação sanguínea e podem atingir órgãos vitais.

Essa proliferação de células anormais perturba a produção de glóbulos brancos “normais” e enfraquece o sistema imunológico. Isso também gera um deficit de glóbulos vermelhos e de plaquetas.

Tipos de leucemia

Existem diferentes tipos de leucemia de acordo com os glóbulos brancos afetados e com a rapidez de evolução da doença.

- Leucemia aguda: Sua evolução é muito rápida. As células anormais não conseguem amadurecer e se acumulam na medula óssea. Os sintomas surgem rapidamente e o tratamento deve ser iniciado o mais cedo possível.

- Leucemia crônica: as células anormais têm tempo de amadurecer. O processo é então bem mais longo e se alastra por vários anos.

- Leucemia linfoide ou linfoblástica: a leucemia linfoide atinge os glóbulos brancos chamados linfócitos e as células anormais são chamadas de linfoblastos. De acordo com a evolução, diferencia-se em leucemia linfoide aguda (LLA) e leucemia linfoide crônica (LLC). A LLA é a forma mais comum de leucemia aguda entre as crianças pequenas enquanto a LLC afeta principalmente as pessoas com mais de 60 anos.

- Leucemia mieloide: as células atacadas pela leucemia são os granulócitos e a forma anormal se chama mieloblasto. A leucemia mieloide aguda (LMA) possui uma evolução rápida, enquanto que a leucemia mieloide crônica (LMC) é um pouco mais lenta. A LMA é a forma mais comum de leucemia aguda em adolescentes e a LLC atinge sobretudo pessoas entre 25 e 60 anos.

Sintomas da leucemia

Os sinais da leucemia são diferentes de acordo com o tipo. A leucemia aguda apresenta sintomas parecidos com os da gripe (febre, calafrios, dor de cabeça...), que aparecem repentinamente. O deficit de plaquetas torna a coagulação difícil e provoca sangramentos (principalmente nas gengivas e no nariz), menstruação abundante e manchas de sangue sob a pele.

A leucemia linfoide crônica se manifesta a princípio por uma fadiga persistente e uma grande fraqueza. Já no caso da leucemia mieloide crônica, os principais sintomas são aumento do volume dos gânglios linfáticos, infecção das vias respiratórias superiores e hipertrofia do baço.

Causas da leucemia

Diversos fatores são conhecidos por aumentar o risco de surgimento de uma leucemia: exposição crônica a produtos químicos ou à radioatividade, predisposição genética ou certos vírus e doenças.

Por isso, a causa da doença permanece desconhecida em 9 de cada 10 casos.

Tratamento da leucemia

Vários tratamentos podem ser adotados de acordo com o indivíduo, o tipo de leucemia assim como a evolução da doença.

No caso da leucemia aguda, o tratamento visa destruir o máximo de células anormais possível. Uma quimioterapia intensiva é frequentemente utilizada, associada à radioterapia, transfusões de sangue e, se necessário, um transplante de medula óssea.

A evolução da leucemia linfoide crônica é lenta, portanto, um simples acompanhamento às vezes é suficiente no início da doença. Em um estágio avançado, muitas vezes é necessário fazer quimioterapia.

O tratamento da leucemia mieloide crônica consiste na administração de inibidores, que são comprimidos que neutralizam a proliferação de células leucêmicas. No entanto, esse tratamento apresenta efeitos colaterais como diarreia, náuseas, cólicas e irritações cutâneas.

Escrito por Helena Barros
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações