Infarto: definição, causas e sinais. Quais os sintomas de um infarto e o que fazer?
Infarto: definição, causas e sinais. Quais os sintomas de um infarto e o que fazer?

Infarto: definição, causas e sinais. Quais os sintomas de um infarto e o que fazer?

40% das mortes mundiais têm causas cardiovasculares. Mas como reconhecer um infarto do miocárdio e, principalmente, o que fazer se ele ocorrer? Explicaremos a seguir.

O que é um infarto do miocárdio?

O infarto do miocárdio, comumente chamado ataque cardíaco, é causado por um coágulo de sangue no interior do miocárdio. Este termo refere-se à parte muscular do coração que lhe permite desempenhar o seu papel na circulação sanguínea bombeando o sangue no corpo. O infarto do miocárdio pode levar à necrose ou à destruição de uma parte desse músculo.

Quando isso acontece, o coração não é mais capaz de desempenhar o sua função e para de bater, o que pode levar à morte. É por esse motivo que o infarto do miocárdio representa uma situação de emergência.

Causas: por que acontece um infarto?

Para funcionar, o miocárdio deve ser abastecido com oxigênio pelas artérias coronárias. Quando essas artérias se entopem, principalmente devido ao acúmulo de colesterol (ateroma), elas enrijecem (aterosclerose), impedindo, então, que o coração seja suficientemente abastecido com oxigênio. Neste caso, damos o nome de doença arterial coronariana ou angina de peito (ou, simplesmente, angina).

Quando uma dessas placas de colesterol de desprende (ruptura da placa de ateroma), ela de desloca para em uma artéria coronária. Um coágulo de sangue se forma ao redor dessa placa, que pode, então, reduzir ou interromper de repente o fluxo sanguíneo. Quando este fenômeno continua, tem-se a hipóxia, o que resulta na morte de células musculares do coração.É isso que provoca problemas de contração cardíaca, levando à insuficiência cardíaca ou mesmo à parada do coração.

Quais são os sinais e sintomas de infarto?

É necessário saber que o infarto do miocárdio é uma emergência com risco de morte. O intervalo de tempo entre o momento em que o médico faz o diagnóstico por eletrocardiograma e o momento em que as artérias são desobstruídas é de 90 minutos. Quanto mais cedo o infarto for atendido, melhor é contido.

O infarto do miocárdio manifesta-se por uma dor que dá uma sensação de aperto. O paciente sente uma forte pressão no meio do tórax, por trás do esterno. Essa dor pode evoluir em ondas ou aumentar de repente, e pode se espalhar para a garganta, mandíbula, ombro e braço esquerdo. No entanto, também pode ocorrer sem dor, é frequentemente o que acontece com mulheres, idosos e diabéticos.

O infarto também pode ser caracterizado por mal-estar, falta súbita de ar, fadiga intensa e súbita, palpitações, náuseas ou vômitos, assim como palidez.

O que fazer em caso de infarto?

Se a pessoa apresentar os sinais descritos acima, é necessário que a vítima ou alguém que esteja por perto ligue para a emergência médica imediatamente. O atendente do serviço médico fará perguntas para avaliar o estado da pessoa.

Se o diagnóstico de infarto for confirmado, ou se restar alguma dúvida, uma equipe médica será enviada com urgência para tratar o paciente. O atendimento consiste em desobstruir a artéria atingida para restabelecer o fornecimento de oxigênio do coração.

A parada cardíaca é uma complicação do infarto do miocárdio. Manifesta-se por uma perda de consciência, assim como uma respiração inexistente ou muito irregular. Neste caso, somente uma intervenção rápida fará a diferença. É necessário ligar para a emergência médica, realizar uma massagem cardíaca até a chegada da equipe, e se outras pessoas estiverem presentes, pedir um desfibrilador e seguir as instruções do aparelho.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações