Hepatite A: vacina, sintomas, transmissão. Hepatite A tem cura?
Hepatite A: vacina, sintomas, transmissão. Hepatite A tem cura?

Hepatite A: vacina, sintomas, transmissão. Hepatite A tem cura?

A hepatite A é uma doença infecciosa do fígado. É a mais benigna das hepatites virais. Há várias vacinas que previnem a doença. Quais são seus sintomas e seus meios de transmissão?

O que é hepatite A?

A hepatite A é uma doença infecciosa aguda do fígado e é transmitida pelo vírus de mesmo nome. Trata-se da menos grave das hepatites virais. Ao contrário da hepatite B ou hepatite C, a hepatite A não evolui para uma fase crônica e raramente é fatal.

Cerca de 10 milhões de pessoas por ano são infectadas pelo vírus da hepatite A (VHA) em todo o mundo. É transmitida principalmente por água contaminada e é uma das causas de intoxicação alimentar mais frequentes. Várias vacinas contra a hepatite A estão disponíveis.

Hepatite A: sintomas

A hepatite A é assintomática na maioria dos casos e pode passar despercebida. No entanto, uma pessoa infectada poderá detectar os sinais clínicos de uma síndrome gripal: febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos, dores musculares, perda de apetite e dores abdominais.

Em adultos, uma icterícia (amarelão) também aparece em mais de 70% dos casos. Isso é muito mais raro em crianças. O período de incubação da hepatite A geralmente é entre 14 e 28 dias.

Hepatite A: transmissão

O vírus da hepatite A é transmitido principalmente por via fecal-oral. Isto quer dizer que é transmitida pela ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes de uma pessoa infectada.

A doença é, portanto, mais presente em países em desenvolvimento onde a água potável é escassa e onde as condições sanitárias são ruins. Na verdade, o VHA é muito resistente e pode sobreviver na água, doce ou salgada, durante meses.

O VHA, às vezes, também pode ser transmitido através do sexo oral-anal. As pessoas infectadas são contagiosas antes mesmo da aparição dos primeiros sintomas.

Vacina contra a hepatite A

Existem várias vacinas para lutar contra o VHA. Elas são muito eficazes e bem toleradas. Elas contêm vírus de hepatite A desativados que permitem que o organismo produza anticorpos específicos.

A vacinação é particularmente recomendada aos viajantes que visitam um país onde o vírus é endêmico, pessoas que sofrem de hepatopatias crônicas (para as quais a doença poderia ser mais grave) e homens que têm relações sexuais com outros homens.

A prevenção também exige uma boa higiene. É importante que qualquer pessoa infectada lave as mãos com sabão após todas as idas ao banheiro.

Hepatite A: tratamento

Não há nenhum tratamento específico para a cura da hepatite A. O desaparecimento dos sintomas é longo, tem a duração de várias semanas ou meses. No entanto, certas medidas permitem acelerar esse processo.

É especialmente aconselhável beber muita água, descansar e adaptar sua alimentação para não sobrecarregar o fígado.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações