Conjuntivite: viral, alérgica ou bacteriana? Sintomas, tratamento e duração
Conjuntivite: viral, alérgica ou bacteriana? Sintomas, tratamento e duração

Conjuntivite: viral, alérgica ou bacteriana? Sintomas, tratamento e duração

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, uma membrana mucosa nos olhos. Suas formas mais comuns são a conjuntivite viral e a conjuntivite alérgica. Qual seu tratamento e como curá-la?

Definição: O que é conjuntivite?

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, uma fina membrana transparente de células que reveste a superfície do olho. Manifesta-se por olhos vermelhos e lacrimejantes. É um distúrbio ocular muito comum.

Sintomas de conjuntivite

O primeiro sinal clínico da conjuntivite é uma vermelhidão no olho, ou nos olhos, afetado(s). Geralmente é acompanhada de dores, irritações, coceira, impressão de queimação e lacrimejamento. O paciente pode sentir a sensação de ter uma bolinha no interior do olho.

Constata-se, também, uma secreção aquosa nos olhos. Essa secreção é clara, no caso de uma conjuntivite viral, ou colorida e purulenta, no caso da conjuntivite bacteriana.

Vários distúrbios oculares, como glaucoma, esclerite (inflamação do branco do olho) ou ceratite (inflamação da córnea), apresentam sintomas semelhantes à conjuntivite. Em caso de dúvida, é necessário consultar um oftalmologista.

Causas e tipos de conjuntivite

As origens de conjuntivite são variadas. Quando é infecciosa, geralmente é causada por um vírus (conjuntivite viral) ou, às vezes, por uma bactéria (conjuntivite bacteriana). Estas formas são altamente contagiosas.

A conjuntivite alérgica manifesta-se como um resultado de uma alergia, principalmente ao pólen. Finalmente, uma irritação também pode ser a causa de uma conjuntivite.A conjuntivite é comum em bebês e crianças. Ele também pode afetar animais de estimação como cães e gatos.

Tratamento: como tratar a conjuntivite?

Para evitar complicações, é importante consultar um médico assim que os sintomas começarem. O tratamento da conjuntivite depende da sua origem. A conjuntivite viral geralmente é curada após 10 a 15 dias. O tratamento consiste em lavar o olho com soro fisiológico e em utilizar gotas de colírios antissépticos várias vezes ao dia.

No caso da conjuntivite bacteriana, o tratamento é à base de um colírio antibiótico que deve ser usado com frequência, entre quatro e seis vezes ao dia.

A conjuntivite alérgica é mais difícil de tratar. Nesse caso, é necessário determinar de onde vem a alergia para tratá-la. Um tratamento baseado em colírios anti-histamínicos também pode ser prescrito.

Atenção, a automedicação é extremamente perigosa no caso de conjuntivite. É importante não utilizar qualquer colírio do armário de remédios. Isso poderia, nos casos mais graves, prejudicar o olho de forma irreversível e causar a perda da acuidade visual.

Conjuntivite: transmissão e prevenção

Algumas medidas de higiene podem evitar a contratação da conjuntivite. Evidentemente, recomenda-se evitar qualquer contato com alguém afetado pela conjuntivite. Além disso, é aconselhável sempre lavar as mãos antes de colocar ou remover as lentes e após espirrar ou assoar o nariz. Maquiagens potencialmente irritantes também devem ser evitadas.

Uma vez que a conjuntivite é contraída, deve-se, principalmente, evitar tocar os olhos. O uso de lentes de contato deve ser interrompido temporariamente.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações