Catarata: início, sintomas, tratamento e cirurgia. O que é catarata?
Catarata: início, sintomas, tratamento e cirurgia. O que é catarata?

Catarata: início, sintomas, tratamento e cirurgia. O que é catarata?

A catarata é um transtorno ocular caracterizado pela visão turva. Trata-se da principal causa de cegueira no mundo. Na maioria das vezes, é resultado da senilidade, mas pode ser secundária ou congênita. A operação cirúrgica é o único tratamento para catarata.

O que é catarata?

A catarata é um transtorno de visão resultante da opacificação do cristalino, a lente oval situada no interior do olho, atrás da pupila. O cristalino, assim como a lente de uma câmera fotográfica, serve para focalizar as imagens na retina.

A catarata manifesta-se por uma visão turva, dando a impressão de olhar através de uma cachoeira. A propósito, é essa sensação que dá nome à doença. Em latim, cataracta significa "cachoeira".

Pessoas com idade acima de 65 anos são as mais afetadas por este distúrbio que, na maioria das vezes, é causado pelo envelhecimento do olho. A catarata é a maior causa de cegueira no mundo, junto do glaucoma e da degeneração macular.

Sintomas de catarata

Na maioria das vezes, a evolução da catarata ocorre ao longo de vários anos. A lente do olho perde gradualmente a sua transparência e a visão se debilita progressivamente. Manchas ou pequenos pontos podem aparecer no campo de visão. A acuidade visual torna-se cada vez menos precisa, resultando em um desconforto ao ler ou assistir televisão.

Muitas vezes, uma pessoa com catarata tem a impressão de ter um véu branco sobre os olhos, ou olhar através de uma cachoeira. A percepção das cores e de contrastes é muito menos nítida.

A catarata também acelera a miopia. Ela obriga a mudar muito regularmente a prescrição de óculos e lentes.

Causas da catarata

O envelhecimento é o principal fator de risco da catarata. Com a idade, a proteína que compõe o cristalino se torna gradativamente dura e opaca, por alguma razão inexplicável. Esse fenômeno é chamado de catarata senil.

Existe também a catarata congênita, que aparece desde o nascimento como parte de uma doença congênita, como a trissomia 21 (síndrome de Down). Mas esse tipo é extremamente raro.

A catarata ainda pode ser secundária. Ou seja, ela ocorre após um evento como uma doença (principalmente o diabetes), um tratamento mal dosado (com cortisona, por exemplo) ou uma cirurgia ocular.

Uma lesão no olho (corte, queimadura, um golpe ...) pode causar uma catarata traumática. Certos fatores, como uma exposição intensa a raios ultravioleta, tabaco ou um consumo excessivo de álcool podem aumentar os riscos.

Tratamento e cirurgia da catarata

No caso de problemas na visão, é importante consultar um oftalmologista. Se a catarata for diagnosticada no estágio precoce, ela pode melhorar com medidas simples, como o uso de óculos mais fortes ou a utilização de uma iluminação mais intensa.

No caso de uma catarata mais grave, em que a dor é incômoda, o único tratamento possível é uma intervenção cirúrgica. De fato, colírios e pomadas não têm nenhum efeito sobre a transparência do cristalino.

A cirurgia consiste na remoção do cristalino e sua substituição por uma lente artificial para restaurar a transparência. Ela dura de 15 a 30 minutos e é feita sob anestesia local. A recuperação completa acontece após um mês da cirurgia. É importante fazer verificações regulares para assegurar que não haja de complicações.

Escrito por Bruna Moura
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações