RM da coluna vertebral: definição, como é feito o exame e existem riscos?

RM da coluna vertebral: definição, como é feito o exame e existem riscos?

Ressonância Magnética Medular (RMI) é um exame para obter imagens 2D e 3D da coluna vertebral. Esse tipo de exame médico é geralmente recomendado após uma radiografia ou uma tomografia computadorizada para refinar um diagnóstico.

O que é uma ressonância magnética da coluna vertebral?

A ressonância magnética medular é recomendada para explorar lesões da coluna vertebral e / ou medula espinhal. Para obter imagens de alta qualidade, a ressonância magnética baseia seu princípio operacional nas propriedades dos átomos de hidrogênio que estão amplamente presentes no corpo humano. Os últimos têm a especificidade de se alinharem sob a ação de um poderoso campo magnético. Estimulados por ondas de rádio, eles enviam de volta um sinal que será traduzido numericamente na forma de imagens.

Esse tipo de exame de imagem médica é muito útil para diagnosticar, entre outras coisas, uma hérnia de disco com compressão da medula espinhal ou esclerose múltipla que não foi confirmada por uma ressonância magnética cerebral.

Ressonância Magnética Medular: como é feito o exame?

Antes de ser introduzido na sala de exame, o paciente responde um questionário médico muito detalhado para permitir que o radiologista detecte uma possível contraindicação. Se todas as condições forem atendidas, o paciente deve remover suas roupas e objetos de metal e usar uma roupa de exame. Se um meio de contraste (gadolínio) for injetado nele, uma via será colocada.

No final dessa preparação, o paciente fica deitado, na parte central do aparelho. Um fone de ouvido é oferecido porque a ressonância magnética é um exame barulhento. O técnico de radiologia então indica suas instruções através de um sistema de microfone embutido na máquina. Em média, o exame dura entre 20 e 30 minutos.

Ressonância Magnética Medular: Quais são os riscos para a saúde?

Ao contrário do scanner ou da tomografia computadorizada, a ressonância magnética da coluna vertebral apresenta muito pouco risco à saúde, uma vez que não faz uso de raios X. No entanto, contraindicações absolutas para sua realização devem ser drasticamente respeitadas ou causará sérias complicações.

Assim, pacientes com objetos metálicos internos ou externos não podem passar por esse tipo de exame. É o caso, em particular, de portadores de marcapasso, implante de metal (grampos, pinos...), neuroestimulador, bomba de insulina, corpo estranho intraocular. Mesmo as tatuagens podem ser uma barreira à ressonância magnética medular.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Além disso, pessoas que sofrem de claustrofobia ou de natureza ansiosa devem informar a equipe médica. A estreiteza do túnel no qual o paciente é introduzido pode causar grande ansiedade em alguns pacientes. Um sedativo pode então ser prescrito.

Danielle Pereira
Sem Internet
Verifique suas configurações