Robert Wadlow, a incrível história do homem mais alto do mundo

Robert Wadlow, a incrível história do homem mais alto do mundo

Alguns homens tentaram entrar no Guiness com este título, Sultan Kosen, Leonid Stadnik, mas ninguém jamais passou dos 2,72m deste americano.

Robert Wadlow foi um gigante com um grande coração e com uma vida preenchida. Nascido em 22 de fevereiro de 1918, o pequeno Wadlow pesava, quando nasceu, 3,80 kg e media o tamanho de uma criança normal. Mas seu corpo empolgou-se a partir dos 6 meses...

Uma doença rara

Portador de uma doença rara, a hipertrofia da hipófise, a glândula que controla o crescimento. Wadlow foi condenado a nunca parar de crescer. A partir disso, sua vida foi ditada por mudanças e eventos midiáticos: inauguração do Queen Mary, visita do Daily News à Nova York. Em 1937 ele tinha 19 anos e foi oficialmente reconhecido como o homem mais alto do mundo, com 2,58m. 

Leia também
O homem com o maior pênis do mundo se expõe na TV americana

Um destino trágico

Wadlow continuou a crescer e seu tamanho o obrigava a se deslocar com uma muleta e aparelhos ortopédicos. Ele chegou a 2,72m mas ele passou, cada vez mais, a ter dificuldades de ficar de pé. Paradoxalmente, não foi o seu tamanho fora do comum que tirou a sua vida, mas um dos aparelhos. Com um corte no tornozelo, ele contraiu uma septicemia, uma infecção no sangue. Ele foi hospitalizado com urgência. Mas era tarde demais. No dia 15 de julho de 1940, com 22 anos, o mundo despediu-se do chamado "doce gigante". 

• Raposo Gabriela
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações