Python é filmada engolindo uma presa bem maior que ela na Austrália

Python é filmada engolindo uma presa bem maior que ela na Austrália

Na Austrália, um morador filmou uma impressionante cena em seu jardim: suspenso numa árvore, uma python da espécie diamante subiu tranquilamente depois engoliu um gambá com o corpo muito maior que ela.

Se você ainda duvidada do apetite das pythons, esse novo vídeo deverá terminar de te convencer. Alguns meses depois da notícia de uma serpente imortalizada engolindo um morcego, agora uma demonstração tão impressionante quanto foi feita por um australiano que vive na região de Gold Coast ao fazer a filmagem do seu jardim. Trata-se mais uma vez de uma python diamante, mas a a presa dessa vez era outra: um cusu.

Cientificamente chamada de Morelia spilota, a python diamante originária da Austrália é uma serpente constritora que pode chegar a medir 4 metros de comprimento para uma massa de 15 kg. O tamanho da python filmada não foi precisado, mas sua cabeça parece pouco imponente diante ao lado da presa atacada. Comum na Austrália, o cusu (Trichosurus vulpecula) é um pequeno marsupial arborícola que pode medir 50 centímetros sem a cauda e pesar até 4 quilogramas.

Python apelidada de Monty

As pythons diamantes fazem parte dos predadores regulares dos cusus, cujos hábitos são sobretudo noturnos, mas é raro de ver uma refeição assim. Daí a surpresa de Greg Hosking e de sua família quando eles notaram a serpente. Na verdade, essa última não é desconhecida por eles, já faz um tempo que ela tem ficado por perto da casa. Eles a apelidaram de "Monty".

Leia também
Quando um jacaré se envolve em uma batalha terrível contra uma enorme python

"Nós não a vimos por semanas. Aí, segunda-feira quando eu fico ocupado com o jardim, eu ouvi uma agitação entre os passarinhos", contou o homem à ABC News. "Olhei para cima e bem no alto da árvore, dava para ver a pelagem avermelhada do cusu na boca da python". Então ele pegou sua câmera para imortalizar o momento que durou 45 minutos.

Vendo o tamanho do cusu, é difícil de pensar que a python ia conseguir engoli-lo. Mas a grande flexibilidade do maxilar da serpente possibilitou que a presa desaparecesse. "Foi bem interessante de ver. Foi fascinante de uma forma alarmante", completou Greg Hosking. A família continuou a observar o predador até a noite, mas este acabou desaparecendo.

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações