Estuprador e assassino é encontrado 28 anos depois graças a uma Coca-Cola

Estuprador e assassino é encontrado 28 anos depois graças a uma Coca-Cola

Mandy Stavik foi assassinada com apenas 18 anos, mas 28 anos tiveram que se passar para que o suposto autor do crime fosse descoberto. Tudo por causa de uma Coca Cola!

Passados 28 anos, aparentemente encontraram com o suposto autor do crime, estuprador e assassino da jovem que tinha apenas 18 anos, Mandy Stavik. A jovem foi uma aluna de destaque da Mount Baker High School, muito simpática e ativa. "Era uma excelente aluna que queria se destacar em tudo que fazia. Tinha um futuro brilhante pela frente", comentou um de seus professores.

Em 1989, começou a estudar na Universidade de Central Washington, mas no dia de ação de graças voltou para casa para passar com seus familiares. Aproveitando a visita, a jovem saiu correr um pouco com o cachorro, e nunca mais voltou. Poucas horas depois, Kyra, a cachorra que a acompanhava, voltou sozinha para casa.

Leia também
Com 1,80 metros de quadril, essa garota tem um dos maiores bumbuns do mundo

A polícia fez uma busca intensa e no dia seguinte encontraram o seu corpo boiando no rio Nokksack, a 5 quilômetros da casa, nua, mas ainda com suas meias e sapatos. Os policiais forenses averiguaram que ela morreu afogada, e sobre seu corpo foi encontrado restos de sêmen, que foram conservados até agora para encontrar o suposto culpado. Hoje, com o exame de DNA, muitas coisas puderam ser comprovadas.

Num primeiro momento, foram recolhidas 7.600 pistas, mas o assassino nunca foi encontrado. Vinte e oito anos tiveram que passar para que por fim aparecesse o estuprador suspeito que matou a jovem Mandy. Tudo isso graças a uma Coca Cola, não perca todos os detalhes no vídeo!

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações