Estuprador e assassino é encontrado 28 anos depois graças a uma Coca-Cola

Estuprador e assassino é encontrado 28 anos depois graças a uma Coca-Cola

Mandy Stavik foi assassinada com apenas 18 anos, mas 28 anos tiveram que se passar para que o suposto autor do crime fosse descoberto. Tudo por causa de uma Coca Cola!

Passados 28 anos, aparentemente encontraram com o suposto autor do crime, estuprador e assassino da jovem que tinha apenas 18 anos, Mandy Stavik. A jovem foi uma aluna de destaque da Mount Baker High School, muito simpática e ativa. "Era uma excelente aluna que queria se destacar em tudo que fazia. Tinha um futuro brilhante pela frente", comentou um de seus professores.

Leia também
Veterinário esconde um grande segredo no subsolo do seu consultório

Em 1989, começou a estudar na Universidade de Central Washington, mas no dia de ação de graças voltou para casa para passar com seus familiares. Aproveitando a visita, a jovem saiu correr um pouco com o cachorro, e nunca mais voltou. Poucas horas depois, Kyra, a cachorra que a acompanhava, voltou sozinha para casa.

A polícia fez uma busca intensa e no dia seguinte encontraram o seu corpo boiando no rio Nokksack, a 5 quilômetros da casa, nua, mas ainda com suas meias e sapatos. Os policiais forenses averiguaram que ela morreu afogada, e sobre seu corpo foi encontrado restos de sêmen, que foram conservados até agora para encontrar o suposto culpado. Hoje, com o exame de DNA, muitas coisas puderam ser comprovadas.

Num primeiro momento, foram recolhidas 7.600 pistas, mas o assassino nunca foi encontrado. Vinte e oito anos tiveram que passar para que por fim aparecesse o estuprador suspeito que matou a jovem Mandy. Tudo isso graças a uma Coca Cola, não perca todos os detalhes no vídeo!

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações