Pletismografia: definição, como é o exame, quais são os riscos e contra-indicações?
Pletismografia: definição, como é o exame, quais são os riscos e contra-indicações?

Pletismografia: definição, como é o exame, quais são os riscos e contra-indicações?

A pletismografia é um exame de pneumologia que consiste em registrar e avaliar as capacidades e variações da pressão pulmonar.

Definição da pletismografia

A pletismografia é um exame médico no qual identificamos variações de pressão e volume nos vasos ( em cardiologia) ou órgão (próstata ou bexiga) e, mais particularmente, os pulmões. A pletismografia faz parte do processo de exploração funcional respiratória ( ou EFR).

Graças a pletismografia, ele pode avaliar a capacidade respiratória medindo a capacidade pulmonar total, assim como a resistência dos brônquios. Para isso, a pletismografia é feita em uma cabine estanque, com um espirômetro que vai registrar as variações de pressão. Este tipo de exame, complementar à espirometria, é mais preciso. Ele permite diagnosticar um enfisema, acompanhar evolução de uma pneumopatia e avaliar a ineficácia de um tratamento. A pletismografia é também recomendada nos casos de cirurgia torácica.

Como é uma pletismografia pulmonar?

As pletismografias pulmonares são geralmente praticadas nos laboratórios de análises de funções pulmonares, clínicas de pneumologia ou nos serviços hospitalares de pneumologia. O paciente é colocado em um espaço hermético especial, no qual ele é colocado em posição sentada e parada.

Na cabine, diversos exercícios respiratórios com um bocal na boca e uma espécie de pregador no nariz, para evitar a respiração nasal. O paciente deve respirar normalmente seguindo as demandas do técnico como inspirar profundamente, soprar com todas as forças, etc. O conjunto das informações sobre a pressão e a quantidade de ar presente no quarto e e no aparelho bucal, o que avalia a capacidade de respiração do paciente e no volume de ar presente nos pulmões.

Ao longo do exame, um gás ( dióxido de carbono ou mistura de ar e hélio) pode ser acrescentado no exame para outras medições. O exame dura entre 15 minutos e meia hora e não é necessária uma hospitalização.

Pletismografia: quais são os riscos e contra-indicações?

Ainda que a pletismografia não tenha nenhum risco, é importante informar a um responsável para o caso de um eventual tratamento, em particular no caso de uma pneumopatia ( patologia pulmonar). Muitas vezes é necessário suspender algum tratamento medicamentoso e ou o consumo de tabaco nas horas que precedem o exame, nenhuma contra-indicação ao exame existe.

Entretanto, é impossível realizar uma pletismografia (assim como uma ressonância) a uma pessoa que sofre de claustrofobia. Alguns pacientes sentem-se nervosos em espaços fechados e isso pode inviabilizar o exame. Para outras, o aparelho bucal pode ser desconfortável.

Todas as condições podem atrapalhar o exame mas a cabine de pletismografia é de vidro: logo, é possível ver através do vidro e comunicar-se com o técnico no caso de problemas.

Escrito por Raposo Gabriela

Sem Internet
Verifique suas configurações