Israel: representação inesperada de Jesus descoberta em uma igreja

Israel: representação inesperada de Jesus descoberta em uma igreja

Os arqueólogos descobriram o rosto de um jovem rapaz pintado na abside de uma antiga igreja israelita. De acordo com eles, trata-se de uma representação de Jesus.

Arqueólogos fizeram uma descoberta surpreendente em um batistério na antiga vila de Shivta, no sul de Israel. Na cúpula de pedra com vista para a bacia batismal, um rosto é desenhado. Visível apenas por causa da erosão e do mau tempo, retrata um jovem com cabelos crespos e nariz comprido. Nenhuma barba por este Jesus que os pesquisadores acham que reconheceram nesta pintura antiga.

No lugar certo na hora certa

O rosto não é fácil de distinguir no início. Os poucos pigmentos vermelhos que ainda adornam a superfície da cúpula de pedra danificada pelo tempo já haviam sido notados pelos arqueólogos na década de 1920, no entanto, o mau estado de conservação da ilustração logo a fez cair no esquecimento. De acordo com Emma Maayan-Fanar, especializada em história da arte, é um verdadeiro milagre sortudo que o leva a aparecer novamente.

Leia também
Essa brasileira apareceu totalmente nua em um programa de televisão?

"Eu estava lá na hora certa, no lugar certo, a luz estava caindo no ângulo certo, e de repente eu vi os olhos", diz ela. "Era o rosto de Jesus no seu batismo, contemplando-nos." Sem barba, o jovem é retratado com um rosto oval emoldurado por uma massa espessa de cabelos cacheados e um nariz comprido que sobressai em uma boca fina. Uma representação muito diferente da que estamos acostumados a ver, relatada no jornal Antiquity.

Traços de pigmentos em torno do desenho sugerem a presença de outras importantes figuras religiosas. O posicionamento do rosto do jovem, perto do topo da abside, fornece, segundo os arqueólogos, uma prova relativamente sólida de sua identidade. Outra representação de Jesus foi descoberta no ano passado pela mesma equipe, perto do batistério. No entanto, seu estado de conservação só coletou alguns dos detalhes.

Talvez não goste, mas é raro

A aldeia de Shivta foi fundada cerca de 1.800 anos antes de se tornar uma aldeia de agricultores sobre o que provavelmente teria sido uma rota de peregrinação do povo. Apesar das escavações intensivas, não houve indicação da data de construção da igreja que abriga este novo projeto. Este, no entanto, teria sido realizado pelo menos 1.800 anos após a morte de Jesus, sugerindo que sua semelhança com o jovem é muito improvável.

Mas para os arqueólogos, isso não é importante. De fato, esta seria a primeira representação pré-iconoclástica de uma cena de batismo já descoberta na Terra Santa. Representações de Cristo são raras no Oriente Médio, ou foram destruídas ou deslocadas, dando a esta nova ilustração todo o seu valor. Quanto ao que Jesus realmente parecia, a questão permanece em aberto.

• Marcos Silva
Leia mais