PET Scan: definição, como é feito o exame e quais são os riscos?

PET Scan: definição, como é feito o exame e quais são os riscos?

O PET Scan ou CT é um exame de diagnóstico por imagem cujo princípio de funcionamento é baseado na emissão de raios X. Ele pode ser usado para fins de diagnóstico ou como parte do monitoramento de um tratamento.

O que é um PET Scan?

O termo "PET Scan" é comumente usado para qualificar um exame médico, mesmo que, em um primeiro momento, qualifique o dispositivo que o realiza. Na verdade, o PET Scan é fundamentalmente um tubo que emite raios X. Ele é fixado em um bastidor móvel que realiza rotações ao redor do paciente.É necessário saber que os raios X possuem a capacidade de atravessar a matéria viva, ou seja, tecidos, órgãos e ossos.

Capturados por detectores específicos, eles são traduzidos digitalmente em forma de imagens particularmente detalhadas, em 2D ou em 3D.Esta é a razão pela qual o CT é muitas vezes usado para confirmar um diagnóstico ou para estabelecer um relatório da extensão de um tumor. O exame também pode ser necessário para controlar a eficiência de um tratamento ou como parte de uma avaliação pré-operatória para facilitar a intervenção do cirurgião. 

 

PET Scan: como funciona o exame?

Após dar entrada na recepção, o paciente é acompanhado por um técnico de radiologia que lhe dirá quais roupas remover e lhe pedirá para colocar um avental antes de conduzi-lo à sala de exame.Ao contrário de um raio X "padrão", o PET Scan usa uma fonte de radiação rotativa. O paciente fica deitado em uma mesa de exame que será progressivamente mobilizada para frente e para trás na parte central do scanner.

Para obter imagens de resolução ideais, o paciente deve ficar parado e prender a respiração quando solicitado pelo técnico de radiologia ou radiologista.É possível que um fluido de contraste seja injetado por via intravenosa. Este processo permite aumentar a legibilidade das imagens. Em geral, o exame dura entre 15 e 20 minutos. 

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

 

PET Scan: quais são os riscos para a saúde?

O scanner tem dois principais riscos. O primeiro é o de alergia ao líquido de contraste, mesmo que seja relativamente raro e benigno. O segundo está relacionado à exposição a doses de radiação ionizante que podem afetar a saúde do paciente. Por isso o PET scan é considerado um exame radioativo.

No entanto, doses baixas não aparentam ter um impacto significativo no corpo ou aumentar o risco de desenvolver câncer nos anos seguintes. Mas o princípio da precaução deve, no entanto, ser aplicado.Deste modo, a prescrição de um PET Scan deve ser devidamente justificada. A sua implementação em mulheres grávidas ou em fase de amamentação, bem como em crianças, deve estar sujeita a autorização médica, sendo o benefício do exame maior do que os riscos.

Raposo Gabriela
Sem Internet
Verifique suas configurações