Guarda Costeira encontra uma garrafa de plástico de 50 anos em uma praia britânica

Guarda Costeira encontra uma garrafa de plástico de 50 anos em uma praia britânica

Entre várias centenas de toneladas de resíduos que chegaram há alguns dias em uma praia britânica, uma pequena garrafa despertou a curiosidade da guarda costeira local. Com a marca de um fabricante de detergente líquido, a garrafa de plástico branco também ostenta uma inscrição indicando sua fabricação... nos anos 1970! Um lixo de 50 anos e ainda assim quase intacto.

"Eu vou sobreviver a você!" É de certo modo a mensagem subliminar enviada pelo plástico à humanidade. A guarda costeira britânica encontrou, encalhada na areia, uma garrafa de detergente com quase meio século de idade, e ainda assim... quase intacta! O achado ocorreu no litoral de Burnham-on-Sea, uma cidade costeira inglesa localizada na foz do rio Parrett.

Há alguns dias, um supervisor ficou cara a cara com uma pilha de detritos depositados pela maré. Entre os escombros havia uma pequena garrafa feita de plástico branco puro, coberta com inscrições coloridas. Todos esses detalhes convergiam para uma fabricação recente do objeto. "Esta garrafa parece quase nova", descreveram a Guarda Costeira à BBC. E ainda assim...

Uma inscrição de outra época

Um detalhe finalmente chamou a atenção do descobridor do objeto. Além de sua marca, "Fairy" - lançada em 1950 pelo grupo Procter & Gamble - a garrafa apresentava uma incrível inscrição em negrito: "4d off", uma redução de quatro pennies pré-decimais. Um tipo de moeda em vigor no Reino Unido antes de 1971, o ano da adoção de uma moeda decimal.

"É perturbador [quanto tempo] o lixo pode sobreviver", afirmaram emocionados membros da guarda costeira britânica. Um fato triste que lembra uma realidade igualmente fatal: a vida quase ilimitada dos plásticos.Estimada - na melhor das hipóteses - para alguns plásticos em cerca de 500 anos, para outros, é até mesmo de uma total falta de biodegradabilidade que eles parecem ser dotados. Uma vida quase eterna que não deixa de apresentar sérios problemas ambientais, e cujos exemplos estão aumentando nos últimos anos.

Um único lixo entre muitos outros

Um pequeno consolo, esta garrafa tragicamente velha e prejudicial ao meio ambiente fazia parte de um monte de detritos em grande parte biodegradáveis, como um dos guardas costeiros aponta: "[Se tratava principalmente de] detritos naturais, elementos biodegradáveis, como madeira e algas. A maioria destes [resíduos] retornará à água durante as próximas marés, onde fornecerão habitat e fontes de alimento para a vida marinha ”.

Leia também
Quando tubarões atacam o submarino de uma equipe da BBC

Uma sorte, dada a quantidade colossal de detritos chegados nesta praia britânica. "Sou membro [da equipe] há anos e não me lembro de ter visto tanto lixo na praia antes, era uma loucura, havia cerca de 300 a 400 toneladas de coisas que haviam sido jogadas ali pelo mar durante a noite", termina para descrever o guarda costeiro britânico.

Uma prova da incrível capacidade das ondas de se livrarem dos detritos que as entulham, e que mais uma vez lembra toda necessidade da humanidade em poupar os oceanos da poluição pelo lixo plástico. "O plástico é fantástico", certamente, mas também é dramaticamente eterno...

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações