Grande hit da atualidade é acusado de plágio. Compare e tire suas próprias conclusões
Grande hit da atualidade é acusado de plágio. Compare e tire suas próprias conclusões
Grande hit da atualidade é acusado de plágio. Compare e tire suas próprias conclusões
Leia mais

Grande hit da atualidade é acusado de plágio. Compare e tire suas próprias conclusões

O artista Ed Sheeran foi processado, mais uma vez, por causa da sua música de sucesso “Thinking Out Loud”.

O cantor britânico Ed Sheeran está sendo acusado de copiar elementos da clássica música do cantor norte-americano Marvin Gaye, “Let’s Get It On”, em um processo iniciado em Nova York por familiares do produtor musical e do compositor Ed Townsend, tido como compositor parceiro de Marvin Gaye na canção de 1973.“A melodia, harmonia e o ritmo da composição de “Thinking” são substancialmente ou flagrantemente similares à composição de bateria do ‘Let’s”, afirmaram os produtores da música mais antiga.

A música de Ed Sheeran, “Thinking Out Loud”, foi lançada com o álbum de 2014 do cantor, “X”, e ganhou vários prêmios importantes da música, como por exemplo o Grammy de melhor canção do ano e de melhor performance de cantor pop solo. A música chegou ao topo das paradas da Inglaterra e seu vídeo, que acompanha a música, passou de um bilhão de visualizações no YouTube.O processo veio dois meses depois que Sheeran foi acusado de outro plágio, na música “Photograph”, também do álbum “X”.

Os compositores Martin Harrington e Thomas Leonard acusaram o cantor britânico dizendo que há cópia, “verbatim, nota por nota”, ou seja, que há em sua composição similaridades evidentes entre a sua música e a música de 2009 chamada “Amazing”, que foi lançada no Reino Unido pelo antigo vencedor do programa X Factor Matt Cardle.

Embora os dois casos não estejam relacionados, Harrington e Leonard estão sendo representados por Richard Busch, o advogado que ganhou uma causa de R$ 28.000.000 para a família de Marvin Gaye contra Robin Thicke e Pharrell Williams em 2015.

A acusação ganhou o julgamento sobre similaridades entre o hit de verão de Thicke lançado em 2013 “Burred Lines” e a canção de Marvin Gaye “Got to Give It Up”, lançada pelo lendário músico em 1977.“Let’s Get It On” foi composta pela dupla Townsend e Gaye em 1973. Depois que o primeiro faleceu, em 2003, a empresa Structure Asset Sales comprou 30% dos direitos autorais da discografia de Gaye. No processo, a empresa alega que o valor devido a ser pago pelo artista é de R0 000 000 de reais.Em 2016, “Thinking Out Loud” ganhou muitos prêmios e foi sucesso em paradas pelo mundo todo.

O valor relatado pela empresa requerente pode parecer demais mas, segundo os advogados, o valor justifica-se pelo sucesso de vendas do álbum “X”, que ultrapassou a barra de 15 milhões de cópias vendidas.Os defensores da causa, a fim de comprovar o plágio, extraíram a harmonia da música de Marvin Gaye e colaram por cima da canção do artista ruivo. E, de fato, notou-se que “Thinking Out Loud” empresta muitos elementos de “Let’s Get It On”, tanto em questão de ritmo e harmonia como melodia também.

Um fato importante que não foi incluído pela acusação mas que a Internet fez questão de levantar é que, num show em Zurique, Ed Sheeran faz um pot-pourri de “Let’s Get It On” e “Thinking Out Loud”, citando a música de 1973 diretamente para o público. Você pode ouvir “Thinking Out Loud” aqui e “Let’s Get It On” aqui

Tire suas próprias conclusões e conte-nos o que acha. Foi plágio?

Escrito por De Freitas Agostinho
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações