"Momo" viraliza novamente e aterroriza crianças pelo mundo

"Momo" viraliza novamente e aterroriza crianças pelo mundo

No passado, a personagem Momo viralizou nas redes e agora ela retornou, só que dessa vez bem mais problemática.

Uma angústia que pode ser fatal

A personagem Momo, como ficou conhecida nas redes sociais, acabou viralizando no ano passado quando um número estranho enviava mensagens via WhatsApp para desconhecidos. Na foto de perfil, apenas uma boneca aterrorizante com um sorriso macabro e olhos esbugalhados aparecia. Através de números falsos, a personagem fazia perguntas e algumas brincadeiras horripilantes para suas vítimas, porém, na época, nenhum caso teve consequências ruins, sendo considerada apenas uma brincadeira de mau gosto. No entanto, dessa vez, Momo voltou e agora muito mais perversa e já preocupa novamente pais e mães do mundo inteiro.

Nesta nova onda de terror espalhada por Momo, o conteúdo ficou muito mais gráfico e até mesmo mortal, focado principalmente em crianças. Mas o que ocorre exatamente? Segundo um levantamento promovido pelas redes sociais, um grande número de vídeos infantis teria sido "invadido" pela personagem; em vídeos infantis indefesos como os que ensinam a fazer o brinquedo slime por exemplo, ou até mesmo de canções infantis, Momo interrompe por alguns segundos e sua imagem macabra aparece e envia uma mensagem ao telespectador, incentivando até mesmo as crianças a procurarem por objetos cortantes pela casa para cortarem os próprios pulsos.

Disseminação dos vídeos

Até o momento, o canal de maior compartilhamento dos vídeos que aterrorizam as crianças e induzem ao suicídio é o WhatsApp. No Brasil, o caso chegou nos trending topics do Twitter depois que uma mãe relatou que sua filha a havia mostrado vídeos em que Momo aparece 3 vezes, sempre com mensagens macabras e suicidas. A mãe, que preferiu não ser identificada, disse que a filha ficou muito abalada com o conteúdo do vídeo.

Leia também
Essa mãe de duas crianças postou uma foto dela e do seu marido e um detalhe chamou a atenção dos internautas

Outro canal em que, supostamente, Momo aparece, é o YouTube Kids, ambiente voltado ao público infantil. Porém, o YouTube garantiu que não encontrou nenhum vídeo da personagem no canal. A empresa alegou também que não admite esse tipo de conteúdo no site, e que os vídeos seriam removidos na mesma hora: "Ao contrário dos relatos apresentados, não recebemos nenhuma evidência recente de vídeos mostrando ou promovendo o desafio Momo no YouTube Kids. Conteúdo desse tipo violaria nossas políticas e seria removido imediatamente".

Como alertar as crianças sobre a Momo?

Os especialistas em segurança na internet alertam que os pais fiquem bastante atentos aos vídeos que seus filhos estão assistindo. Apesar de esse ser apenas o primeiro passo, eles ainda afirmam que, caso a criança já tenha tido contato com esse tipo de conteúdo, essa seria uma boa hora de alertar os pequenos que a internet, apesar de ter muitas coisas boas, possui também muitas coisas ruins. Rodrigo Nejin, psicólogo e diretor da ONG Safernet disse que: "Jamais deve-se mostrar esse tipo de vídeo às crianças. Mas pode-se falar francamente que a internet tem coisas horríveis. Os pais podem contar que a Momo não é um fantasma ou monstro, e sim uma escultura, algo concreto, e que todo perfil na internet tem por trás uma pessoa real, que pode tentar assustar as crianças ou ter alguma má intenção. É por isso que elas jamais devem conversar com quem não conheçam, em jogos online ou redes sociais, nem dar número de telefone ou fazer check-in em redes abertas."

 

Fonte: BBC Imagem: Instagram/@keisukeaiszwa 

Andressa Zabeu
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações