Momo: a nova moda do WhatsApp que preocupa as autoridades
Momo: a nova moda do WhatsApp que preocupa as autoridades
Leia mais

Momo: a nova moda do WhatsApp que preocupa as autoridades

Com aparência aterrorizante, Momo ficou famosa ao propor desafios pelo WhatsApp e se tornou viral. Apesar de parecer inofensiva, a moda preocupa as autoridades.

Um contato macabro

Momo tem uma aparência aterrorizante: dona de olhos esbugalhados e um sorriso sinistro, a imagem da moça se tornou viral pelo mundo. Seu contato original é um número estranho e estrangeiro, totalmente anônimo, apenas com a sua foto, e se tornou uma brincadeira mundial, na qual Momo propõe um desafio. Segundo a Unidade de Investigação de Delitos Informáticos do Estado de Tabasco, localizada no México, "Tudo começou em um grupo de Facebook onde os participantes eram desafiados a começar a se comunicar com um número desconhecido. Vários usuários disseram que, se enviassem uma mensagem à Momo do seu celular, a resposta vinha com imagens violentas e agressivas. Aliás, há quem afirme que teve mensagens respondidas com ameaças."

Logo, o trote se alastrou por todo o mundo, mas ainda é bastante recente no Brasil, e ainda não se sabe a que ponto está disseminado em nosso país. Rodrigo Nejm, da ONG Safernet afirma que Momo "É mais uma isca usada por criminosos pra roubar dados e extorquir pessoas na internet". A Polícia nacional da Espanha também se pronunciou: "é melhor ignorar desafios absurdos que entram na moda no WhatsApp". E continuou no Twitter: "Não entre no 'Momo'! Se gravar o número na sua agenda, vai aparecer um rosto estranho de mulher. É o mais recente viral de WhatsApp a entrar na moda entre os adolescentes." 

Origens do jogo

O desafio ficou famoso depois que um usuário do Reddit perguntou em um tópico "Quem é Momo, a menina do WhatsApp? Encontrei há pouco um vídeo que dava medo. Acho que é uma brincadeira elaborada, mas não tenho certeza". A resposta mais votada foi: "Alguém de um país de língua espanhola tirou a foto, criou uma conta de WhatsApp e espalhou os rumores para contactar a Momo. Dessa conta, envia mensagens e imagens inquietantes a quem escreve para ela. Em algumas, insinua que tem informações pessoais sobre a pessoa".

Hoje, já sabe-se que Momo tem 3 números com código 81, do Japão, dois com código 52 da Colômbia e um do México com código 57. A foto é de uma escultura japonesa da mulher-pássaro, exposta em 2016 na galeria Ginza, na cidade de Tóquio, durante uma exposição sobre fantasmas e espectros. A foto foi tirada e divulgada através do aplicativo Instagram.

Os riscos

Apesar de macabro, o perfil original de Momo é inofensivo; não há registros de ataques virtuais partindo dos números originais. Contudo, toda a moda gera imitadores, e é aí que mora o perigo. Muitos perfis falsos foram criados e o desafio proposto originalmente de conversar com um número desconhecido e receber imagens perturbadoras foi distorcido, substituído por ameaças e roubo de dados pessoais.

Vale a pena lembrar também dos riscos como apologia ao suicídio e violência, assédio, extorsão e transtornos psicológicos. No Brasil, em Santa Catarina, um caso ficou conhecido após um perfil falso de Momo ter ameaçado 5 adolescentes entre 12 e 13 anos a mandar fotos nuas para o número. Todas elas estudavam na mesma escola, o que indica que o dono do número possa estar na região. O caso ainda está sendo investigado. Momo lembra o fenômeno "Baleia Azul", que ficou famoso por incentivar o suicídio. que também se alastrou rapidamente pelo WhatsApp.

Escrito por Gouvea Aline
Última modificação

Sem Internet
Verifique suas configurações