A tocante reação de um grupo de macacos ao depararem com um pequeno robô espião
A tocante reação de um grupo de macacos ao depararem com um pequeno robô espião
A tocante reação de um grupo de macacos ao depararem com um pequeno robô espião
Leia mais

A tocante reação de um grupo de macacos ao depararem com um pequeno robô espião

Escrito por Pedro Souza
Última modificação

Para a série documentário "Spy in the wild", as equipes da BBC colocaram, numa colônia de langures, um robô fantasiado de macaco. Porém as coisas não aconteceram como previsto, resultando em uma cena extraordinária.

As equipes da BBC viraram experts em imortalizar a natureza. Por vezes, elas recorrem à câmeras-espiãs, dispositivos disfarçados em infiltrar-se entre os animais sem atrair atenção. Em 2014, uma câmera infiltrada no meio de pinguins permitiu obter imagens esplêndidas.

Como parte de uma nova série documental intitulada Spy in the wild, as equipes utilizaram a mesma estratégia, dessa vez em Rajasthan, para filmar macacos. A câmera estava disfarçada de macaco e foi infiltrada em um grupo. A operação funcionou melhor que a equipe esperava.

Como um verdadeiro bebê

Os macacos integraram rapidamente o robô-espião como se ele fosse um deles, mantendo o dispositivo próximo e interagindo com ele, mesmo com suas reações limitadas. Mas uma coisa ainda mais extraordinária aconteceu. No momento que um dos primatas segurou o robô para aproximá-lo dele, ele o deixou cair de uma árvore.

Observando o robô inerte, os macacos começam a agitar-se como se fosse um verdadeiro bebê morto.

Observando o robô inerte, os macacos começaram a agitar-se e reuniram-se como se fosse um verdadeiro bebê morto.

“Nós sentimos a calma e o silêncio aparecerem. Todo o barulho que eles faziam desapareceram por completo e eles se enlaçaram uns aos outros”, descreveu Matthew Gordon, produtor do programa.

“Havia uma sensação de empatia entre uns e outros, emoções raramente observadas.”

Os macacos que conhecem o luto

Algumas pessoas acusaram a BBC de interpretar demais as reações dos macacos. Mas não é a primeira vez que um comportamento de luto foi observado nos primatas. Alguns estudos já haviam documentado certas espécies de animais que se reúnem em torno de um indivíduo morto, aparentando tristeza e cuidado.

Os chimpanzés são conhecidos por exprimir diferentes emoções quando um deles morre. Ainda mais fascinante, os primatas faziam vigílias e algo como ritos funerários. Em 2014, um fotógrafo decidiu imortalizar uma macaca embalar seu filhote recém-nascido morto por muitos dias.



En plus
Sem Internet
Verifique suas configurações