Campanha publicitária afirma que Lituânia é o "Ponto G" da Europa

Campanha publicitária afirma que Lituânia é o "Ponto G" da Europa

Vilnius, capital da Lituânia, quer garantir um "orgasmo turísticos" aos visitantes estrangeiros.

Vilnius, a capital da Lituânia, está lançando nesta quinta-feira (9) uma campanha publicitária em forma de promessa de orgasmo turístico, apresentando a cidade como o “ponto G da Europa”, uma iniciativa que o governo atrasou até agosto, devido à visita prévia do Papa Francisco. 

Lembrando que o país é majoritariamente católico, inicialmente um pedido foi feito à prefeitura para atrasar a campanha até depois do fim da visita do Papa, prevista para o final de setembro. Mas os organizadores recusaram o pedido. O primeiro ministro da Lituânia, Saulius Skvernelis, disse não achar a campanha ofensiva aos padrões e costumes públicos, mas que o “timing” dela é um pouco estranho:“Eu acho que é uma escolha estranha como campanha publicitária, mas eu acredito que ela não transgride os limites num país democrático”, contou Skvernelis. “Falando no ‘timing’ da campanha, estamos nos referindo a uma visita muito importante para a Lituânia”, completou o primeiro ministro, citando a visita do Papa.

Leia também
Viciada em cirurgia plástica, essa mulher possui o maior bumbum do mundo!

Cartazes da campanha incentivando o turismo devem ser expostos nas ruas de Berlim e de Londres, apresentando uma jovem mulher, de grandes cabelos ruivos que, visivelmente, experimenta um arrepio, fechando compulsivamente a mão no mapa da Europa no lugar onde se encontra a Lituânia.

O texto em inglês garante: “Ninguém sabe onde é, mas quando você encontra, é incrível”. E completa, em letras garrafais: “Vilnius, o ponto G da Europa”. A equipe responsável pelo turismo da cidade, Go Vilnius, explica que a campanha tem como público alvo pessoas na faixa etária de 18 a 35 anos. O cartaz deve começar a aparecer em breve nas principais redes sociais. “Em breve”.Padres lituanos expressaram preocupações a respeito da campanha, alegando o uso a “sexualidade feminina como publicidade” e gerando “ideias equivocadas” sobre Vilnius, uma cidade cuja população é de 540 mil habitantes.

O presidente da conferência episcopal lituana, o arcebispo de Vilnius Gintaras Grusas, criticou a iniciativa, estimando que ela “reforça potencialmente a imagem de Vilnius como cidade do turismo sexual e explora a sexualidade feminina”.

No entanto, Inga Romanovskiene, a líder por trás da campanha da agência Go Vilnius de turismo, disse que a visita do Papa era “um evento muito importante, mas a cidade quer também atrair novos visitantes”. Ela explicou: “Quando se trata de atrair o turista moderno, nós estamos lidando com um altíssimo nível de competição com outras cidades europeias e países que investem de forma pesada no marketing turístico (...) Os publicitários que vieram com o slogan ‘Vilnius; o ponto G da Europa’ trouxeram uma ideia extremamente atrativa para agregar interesse pela cidade”, concluiu. Uma dentre os criadores da campanha, Jurgis Ramanauskas, completou: “Poucas pessoas sabem onde Vilnius realmente fica, mas quando elas chegam, elas apaixonam-se pela cidade”.

• Bruna Moura
Leia mais