Leoa gravemente ferida é salva por veterinários no Quênia
Leoa gravemente ferida é salva por veterinários no Quênia
Leia mais

Leoa gravemente ferida é salva por veterinários no Quênia

Veterinários foram chamados pela reserva nacional de Maasai Mara para uma cirurgia delicada.

Um grande ferimento, com muito sangue, embaixo de sua pata esquerda.  Esse foi o resultado do ataque de um búfalo sobre a leoa Siena.

Veterinários no resgate

 

São os membros do David Wildlife Trust que encontraram, primeiro, a leoa. Alarmados, eles contactaram o doutor Njoroge do Kenian Wildlife Service. O veterinário e a sua equipe chegaram de Nairobi em um pequeno avião para prestar socorro à fêmea de 11 anos que havia acabado de dar a luz a três filhotes.

 

A equipe aproximou-se de carro para sedar a leoa mas ela ficou bastante inquieta por um breve momento, logo após de receber o tranquilizante. Foi quando uma jovem leoa aproximou-se de Siena, lentamente, para retirar a flecha, como tivesse sido  treinada para isso.

 

Felizmente, os calmantes tiveram tempo de fazer efeito e Siena dormia enquanto o resto da tribo estava sendo mantida à distância, explicou o site de David Sheldrick Wildlife Trust.

 

 

Salvamento delicado

 

O tratamento da leoa começou às 15h30 e levou cerca de uma hora e meia. O ferimento era particularmente grande e os tecidos, assim como a pele de Siena, estavam machucados.  O veterinário limpou a ferida com uma solução salina antes de suturar.

 

Antes de deixar o felino ir, os doutores aplicaram um spray antibiótico de cor azul. Eles cobriram as suturas por uma pomada espessa. Composta de argila verde, ela acelera o processo de cura, para que Siena recupere sua mobilidade o mais rápido possível.

 

 

Em paralelo, antibióticos de efeitos mais duráveis foram injetados a fim de impedir uma infecção na ferida, precisou o Discovery News. Qualificado como de “grande sucesso”, o tratamento permitiu à leoa  juntar-se rapidamente a sua tribo e seus três pequenos.

 

 

Um inimigo chifrudo

 

Considerados os reis da savana, os leões não são imunes aos perigos da selva. Apesar das garras,  os leões sofrem também, às vezes, ataques de outros animais. No geral, os leões cassam os antílopes, as zebras, os gnus, os búfalos e outras espécies da savana. Entretanto, as presas são, comumente, maiores ou mais rápidos que eles.  Eles levam a melhor devido a um eficiente sistema de caça em grupo.

 

Mas, às vezes, acontece de um intrépido animal atacar os reis da selva.  O búfalo, por exemplo. Ele é um dos inimigos ancestrais dos leões.

 

Ainda, os búfalos são muito mais resistentes fisicamente que os felinos, mesmo que eles não sejam mais rápidos. À exceção de grande distâncias,  nas quais os búfalos passam facilmente os leões.

 

Disputa acirrada!

Escrito por Danielle Pereira

Sem Internet
Verifique suas configurações