A Rússia quer desconectar todos seus habitantes da Internet

A Rússia quer desconectar todos seus habitantes da Internet

A fim de enfrentar as ameaças de ataques cibernéticos vindos do Ocidente, a Rússia quer desconectar o conjunto todo de habitantes da Internet. Objetivo: passar a utilizar uma rede local.

Ao longo de uma manobra histórica, a Rússia quer desconectar seus habitantes da Internet, afetando 100 milhões de usuários no total. Esse projeto, já em discussão há vários anos, está agora tomando forma e assinalando a transição da Rússia, que sai da rede global para uma rede local, submetida à censura.

Da Internet à "Runet"

Em 2014, Vladimir Putin já mencionava um projeto destinado à desconexão da Rússia da world wide web. Objetivo: estimar a capacidade de uma Internet local e garantir o controle para se proteger de um cyberataque desconectando a nação dos servidores mundiais. "Nós estamos falando da proteção de uma infraestrutura crucial, que deverá se situar em território russo", declarou em 2016 German Klimenlo, antigo conselheiro de Putin.

Essa intenção está tomando forma a partir de agora. Um projeto de lei que desenha as bases da futura "Runet" está sendo construído, e os custos de sua implementação estão sendo atualmente avaliados. A agência russa responsável pela comunicação (Roskomnadzor) já previu a aquisição de novos poderes de censura e de controle de mídias na web, um papel cumprido até hoje por fornecedores privados.

Ameaça às liberdades individuais

Leia também
Esse jovem bodybuilder russo, é um clone do Arnold Schwarzenegger

A aplicação do projeto seria seguida das tenções com o Ocidente, e mais particularmente da nova estratégia de segurança virtual aplicada pelos Estados Unidos. "A desconexão do world wide web da Rússia é um dos cenários possíveis no seio da escalada das tenções internacionais", argumenta Leonid Levin, presidente do comitê russo de tecnologias da informação.

É claro que esse projeto não é do gosto de todo mundo, e os defensores dos direitos humanos e das liberdades eletrônicas colocam em questionamento a ação como uma medida contra uma nova ameaça, similar à censura informática operada na China. Nenhuma data já foi oficialmente anunciada, mas as primeiras discussões sugerem que a grande desconexão acontecerá antes do dia 1º de abril.

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações