Conheça 7 prisões que se tornaram grandes hotéis de luxo

Conheça 7 prisões que se tornaram grandes hotéis de luxo

Faça o check-in em impressionantes prisões que se tornaram hotéis em Boston, Tel Aviv, Estocolmo, Laos e muito mais.

Não é novidade ver hotéis a surgir de lugares inesperados, dando vida nova a espaços antes abandonados. Desde carcaça de aviões abandonadosigrejas antigas, bancos desertos, armazéns devolutos e até barris de vinho... a criatividade e sede de novas experiências têm pautado novos conceitos de turismo. 

Assim, os viajantes mais exigentes podem agora deixar-se surpreender ao descobrir luxuosas suítes que em tempos já foram prisões.

Aqui estão alguns dos nossos favoritos que de tão incríveis, crime vai ser não experimentar pelo menos uma noite:

SETAI TEL AVIV

Com vista para o cintilante mar Mediterrâneo e o antigo porto de Jaffa, em Tel Aviv, é um dos recém-chegados de Israel. O Setai Tel Aviv é um resort urbano de cinco estrelas que abriu no início deste ano, misturando luxos modernos com o rico património histórico da cidade.

Leia também
Réveillon: imagens absurdas de quartos de hotel fotografados pelas camareiras após a saída dos clientes

Originalmente construído como uma fortaleza durante o século XII, o edifício serviu como a principal prisão de Tel Aviv durante todo o período otomano. Após um processo de preservação de 20 anos liderado pela Autoridade de Antiguidades de Israel, o edifício foi cuidadosamente restaurado à sua antiga grandeza e manteve muitos toques autênticos, como pedras e estruturas originais que aludem ao seu passado sombrio.

LIBERTY HOTEL

O Liberty Hotel é hoje considerado uma obra-prima arquitetónica aninhada no amado bairro de Beacon Hill, em Boston. Mas o gigantesco prédio de granito tem suas origens em 1851, quando foi aberto como estabelecimento prisional da Charles Street, funcionando como tal por mais de um século. A prisão foi fechada definitivamente em 1990, e uma equipe de arquitetos, designers e historiadores transformou o espaço em um luxuoso hotel de 298 quartos, com 19 dos quartos que habitam o antigo bloco de celas. 

Elementos originais ainda podem ser encontrados, incluindo o átrio de 90 pés de altura, que agora abriga o saguão; passarelas que circundam o lobby de cima; um pátio de prisão que serve como jardim do hotel; e barras de ferro forjado encontradas em todo o restaurante no local inteligentemente apelidado de Clink.

MALMAISON OXFORD

O Oxford Castle da Inglaterra foi erguido em 1066, mas começou a funcionar como uma prisão vitoriana em meados do século XVIII. Nessa época, os juízes do condado de Oxford compraram a prisão e a reconstruíram em 1785. Por mais de 200 anos, ela foi uma das penitenciárias mais ativas de Oxford, até 2006, quando foi totalmente reformada e transformada em hotel pela marca hoteleira Malmaison bem conhecida por converter prédios históricos em hotéis boutique da moda. 

Hoje, Malmaison Oxford é um refúgio chique a poucos passos da Universidade de Oxford. Com uma mistura de diferentes layouts de sala, os favoritos dos fãs são as celas agora convertidas e que se encontram na ala A do hotel. Espere tetos abobadados, paredes grossas e portas de ferro originais imponentes. 

SOFITEL LUANG PRABANG

Luang Prabang está atualmente na berra, atraindo turistas de todo o mundo graças aos seus encantos culturais e atmosfera luxuosa e descontraída. A antiga capital da província de Luang Prabang, no norte do Laos, é conhecida pelos seus templos dourados, natureza exuberante e locais amigáveis, bem como por seus refúgios opulentos. O Sofitel Luang Prabang não é uma exceção, mas antes de ser um hotel cinco estrelas, o prédio serviu como a antiga prisão da cidade durante décadas. 

Localizado fora da cidade, o refúgio dá agora lugar a 23 suites bem equipadas que oferecem aos visitantes um alívio relaxante. Com um ar institucional sutil, as únicas indicações reais de seu passado de prisão são as duas torres de vigia de canto, onde os guardas costumavam ficar de olho nos detidos. 

LÅNGHOLMEN

O Arquipélago de Estocolmo é um aglomerado de mais de 30.000 ilhas, ilhotas e escoceses, e Långholmen é um deles. Os moradores migram para a ilha idílica nos meses mais quentes para piqueniques, natação e passeios de bicicleta. Mas de 1725 até meados da década de 1970, na verdade era uma ilha prisional temida, lar de uma das maiores penitenciárias da Suécia, com mais de 500 celas. 

Agora uma atração turística popular, a propriedade Långholmen é parte hotel, parte pousada da juventude, completa com um centro de conferências e museu da prisão. Há também um restaurante situado no hospital da antiga prisão que serve comida sueca tradicional com o arenque por base. Os hóspedes que fizerem o check-in podem até escolher entre células simples, duplas ou familiares para uma experiência verdadeiramente inesquecível. 

OLD MOUNT GAMBIER GAOL

Entre 1788 e 1869, o governo britânico exilou mais de 160.000 condenados de várias colónias penais de toda a Austrália. Portanto, não é muito surpreendente saber que algumas das prisões ainda estão funcionando hoje, enquanto outras foram reformadas para atender a uma miríade de propósitos. 

Senão vejamos o Old Mount Gambier Gaol no sul da Austrália. "Gaol" é uma antiga palavra inglesa que significa "prisão", que é exatamente o que o edifício foi por mais de 150 anos. As pequenas celas foram convertidas em quartos confortáveis com beliches de metal que lembram os visitantes o seu passado histórico. Além disso, com todas as maravilhas naturais da Austrália, você não se importará de passar um pouco de dificuldade aqui.

JAILHOUSE INN

Peculiar e encantador são algumas das palavras que as pessoas tendem a associar ao pequeno estado de Rhode Island - muito longe de qualquer conotação criminosa. Mas o Inn Jailhouse prova que este destino costeiro nem sempre foi tão inocente. 

Construído em 1772, o Newport Jailhouse não era tanto considerada como uma prisão de segurança máxima, mas mais como uma instalação de detenção para prisioneiros a serem mais tarde transportados para julgamento noutras cidades da Nova Inglaterra. Na verdade, tinha até alguma reputação de ser das mais fáceis de escapar. Ironicamente, hoje em dia, já ninguém quer fugir desta aconchegante pousada. A pequena propriedade sofreu uma série de renovações em 2005, mas manteve os detalhes de design como portas e janelas barradas como um aceno ao seu humilde passado. 

• De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações