HIV: sintomas, definição, AIDS, transmissão e tratamento
HIV: sintomas, definição, AIDS, transmissão e tratamento

HIV: sintomas, definição, AIDS, transmissão e tratamento

Como todas as DST, a infecção pelo HIV, que causa a AIDS, é transmitida principalmente por meio de relações sexuais desprotegidas. Mesmo que ainda não haja vacina ou cura, é possível retardar sua evolução.

O que é infecção por HIV?

O HIV (vírus da imunodeficiência humana) é um retrovírus: modifica o genoma de certas células para se desenvolver no organismo. A infecção por HIV deve-se a dois tipos principais de HIV: o HIV-1, responsável pela grande maioria dos casos na França (cerca de 98%) e HIV-2, que é predominante na África Ocidental. Seu principal efeito é enfraquecer o sistema imunológico das pessoas infectadas.

Quais são os sintomas da infecção pelo HIV?

Em geral, a infecção pelo HIV permanece assintomática por um longo período, mas sintomas leves às vezes aparecem no mês seguinte à infecção. Eles incluem febre, dor de cabeça, dores musculares, inchaço dos gânglios linfáticos, dores de estômago, vômitos, diarreia e manchas vermelhas na pele. Após vários anos, a infecção pelo HIV geralmente se apresenta com febre leve, porém crônica, perda de peso inexplicável, sudorese noturna, glândulas inchadas, diarreia e várias infecções de pele.

Quais são as causas da infecção pelo HIV?

O HIV é frequentemente contraído durante a relação sexual desprotegida (anal, vaginal ou oral), sendo o vírus muito presente no sêmen e na ciprina. Também está no sangue: pode ser transmitido por seringas contaminadas, por exemplo, ou de mãe para filho durante o parto. No entanto, a taxa de transmissão de mãe para filho caiu significativamente devido ao tratamento específico e ao uso de cesarianas.

Infecção pelo HIV: qual tratamento?

O tratamento da infecção pelo HIV é baseado no uso de antirretrovirais pela vida (geralmente 3 medicamentos são associados). Isso retarda a progressão da infecção ou pode até impedir que ela atinja o estágio final, chamado AIDS, caracterizado pelo aparecimento de várias infecções oportunistas (por exemplo, tuberculose) ou cânceres (por exemplo, linfomas), potencialmente fatal. A monitorização médica regular permite verificar a ausência de outras doenças e tratá-las, se necessário. O uso de preservativos continua sendo a melhor solução para não contaminar seus parceiros.

Infecção pelo HIV: qual diagnóstico?

Um exame de sangue é usado para fazer um diagnóstico da infecção pelo HIV: seu resultado é bastante confiável 6 semanas após a infecção, mas deve ser confirmado por outro exame de sangue no caso de um resultado positivo. Há também auto testes em farmácia, que podem identificar os riscos da infecção pelo HIV cerca de 3 meses após a infecção: um resultado positivo é confirmado por um exame de sangue. 

 

Escrito por Danielle Pereira

Sem Internet
Verifique suas configurações