Hematofobia: definição, sintomas e causas. O que significa?

Hematofobia: definição, sintomas e causas. O que significa?

A hematofobia é definida como um medo intenso de sangue. Quando uma pessoa precisa de cuidados médicos e não segue um tratamento, essa fobia, bastante comum, pode se tornar incapacitante.

O que é hematofobia?

A hematofobia ou fobia de sangue é um medo excessivo e irracional que surge quando uma pessoa com esse transtorno se depara com sangue (dela ou de outra pessoa) na vida real, em fotos ou filmes (um hematófobo dificilmente pode assistir a uma série médica). Dependendo da intensidade da fobia, algumas gotas de sangue são suficientes para causar um desconforto.

O hematófobo também pode sentir uma forte ansiedade apenas com a ideia de ter que fazer um exame de sangue, por exemplo. Um ponto particularmente desagradável é que o medo de ter contato com seu próprio sangue é tão forte que um hematófobo pode desistir de um exame ou intervenção médica necessários.

Também é interessante notar que a hematofobia é frequentemente acompanhada por uma aicmofobia (medo intenso de agulhas). Uma "dupla punição" para indivíduos que necessitam passar regularmente por perfurações (injeções diárias de insulina contra diabetes, por exemplo).

Sintomas de hematofobia

Os sintomas da hematofobia são bastante peculiares. Para simplificar, podemos dizer que o organismo reage em dois estágios: na primeira fase, a ansiedade causada pela visão (ou pensamento) do sangue provoca um aumento na frequência cardíaca, respiração e tensão.

A segunda fase é marcada por uma síndrome vasovagal, resultando em uma diminuição do ritmo cardíaco, uma queda na pressão arterial e fraqueza muscular. Nos hematofóbicos, esse desconforto geralmente leva à perda de consciência.

Causas da Hematofobia

A hematofobia é, por vezes, diretamente ligada a um acontecimento traumático no passado do indivíduo. Por exemplo, caso ele tenha sido vítima ou testemunha de um acidente grave. Mas, em muitos casos, o fator desencadeante da fobia é difícil, se não impossível, de se determinar com precisão.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

É preciso saber também que esse medo de sangue geralmente relaciona-se ao medo de morrer, de ter seu sangue drenado.

Tratamento da hematofobia

A psicoterapia frequentemente é eficaz contra a hematofobia, assim como para outras fobias diferentes. É possível, também, fazer psicanálise para encontrar a fonte do medo de sangue ou confrontar aos poucos esse medo com uma terapia cognitivo comportamental.

Uma terapia medicamentosa pontual também é necessária em alguns casos, geralmente com antidepressivos ou ansiolíticos. Outras abordagens também são possíveis, como hipnose ou, ainda, EFT (Emotional Freedom Technique). O EFT é uma técnica de acupressão: consiste em fazer uma pressão com os dedos em certos pontos da acupuntura.

Bruna Moura
Sem Internet
Verifique suas configurações