Após 4 anos, casal descobre que não engravidava por não fazer direito

Após 4 anos, casal descobre que não engravidava por não fazer direito

Um jovem casal de chineses acaba de descobrir a fórmula para conceber um filho, depois de 4 anos que tentavam um método equivocado. Não se perca na história!

Muitas vezes a realidade supera a ficção e, ainda que possa parecer o roteiro de um filme, a história é completamente real. Um casal de chineses de 26 e 24 anos da cidade de Bijie, na província de Guizhou, estava levando muito tempo, nada mais e nada menos que 4 anos, tentando conseguir que a mulher ficasse grávida mas não havia como. No fim, decidiram que teriam que buscar ajuda. O casal afirmava que mantinha relações regularmente e, mesmo assim, nada de filhos.

A mulher também afirmava a sua ginecologista que sentia muita dor no sexo. Foi quando os profissionais médicos decidiram investigar o assunto a fundo para lidar com o problema, mas o que eles descobriram os deixou boquiabertos. Não se perca no vídeo para conhecer os dados!

Aparentemente o nosso casal de chineses não sabia ao certo o caminho adequado para conseguir herdeiros. O que a maioria de nós sabe é o que ocorre em nosso corpo quando temos relações com outras pessoas.O que ocorre em nosso corpo durante as relações sexuais.

Desde o colégio, sempre nos ensinaram que o ser humano nasce, reproduz e morre, mas não como o nosso corpo é afetado ao mantermos relações sexuais com outras pessoa. O primeiro de tudo é que o nosso organismo está desenhando para viver melhor se mantemos relações íntimas do que se não o fizemos. Hoje em dia há cada vez mais pessoas que optam por manter uma vida de abstinência mas o que nos leva a decidir se vamos ou não fazer amor é a libido. 

Leia também
Um rapaz e uma garota passam por situações constrangedoras durante todo o verão

O sexo é pura química

Manter relações com outra pessoa altera a concentração de sangue em algumas zonas e em neurotransmissores. Mas a substância que mais aumenta neste caso são as endorfinas, que estão associadas ao prazer e ao relaxamento, como o consumo de chocolate ou o esporte mas, no caso do sexo, é o próprio corpo que o fabrica. Mas é durante o orgasmo que liberamos a maior quantidade de endorfinas, confirmando assim que esta prática é muito boa para afastar o stress e ajudar-nos a dormir ou aliviar dores físicas. 

Outra substância importante nas relações sexuais é a ocitocina que, comoestá ligada à criação de laços afetivos, tem um papel muito relevante. Estas aparecem sobretudo nos abraços, olhadas nos olhos,beijos e outras demonstrações de carinho. E, ainda que tudo isto esteja associado à afetividade, há um papel importante dentro do prazer sexual.E é mais provável que a ocitocina seja a culpada por aumentar a intimidade já que as expressões de apoio e carinho são frequentes e valorizadas e é natural que se queira um pouco mais. 

De Freitas Agostinho
Leia mais
Sem Internet
Verifique suas configurações