Dois jogadores expulsos de sua equipa de futebol por maltratar um gato

Dois jogadores expulsos de sua equipa de futebol por maltratar um gato

O abuso de animais não pode ser permitido, menos ainda quando é feito por puro entretenimento. Dois jogadores de uma equipa venezuelana pagaram um preço alto por isso.

Maus-tratos contra animais não pode ser permitido, e Zulia FC deixou isso muito claro. O time de futebol da primeira divisão venezuelano, tomou uma decisão drástica: os jogadores de futebol David Berrero e Eduín Quero não voltarão a usar o uniforme do que, até então, era o seu clube. O motivo? O clube considera inadmissível o que os jogadores fizeram através da rede social Instagram. Eles publicaram imagens maltratando um animal, prejudicando os valores da instituição de futebol. O pior é que eles fizeram isso por diversão, e com isso o Zulia FC foi direto. Através da conta do Instagram de Eduín Quero, os jogadores publicaram imagens se divertindo com o sofrimento de um gato. Conheça todos os detalhes da história no vídeo.

Leia também
Este é o vídeo mais engraçado do mundo de acordo com o YouTube!

Reações à publicação

As associações de proteção aos animais foram ágeis em condenar as publicações dos jogadores de futebol. Entre eles, a associação Asodepa, que divulgou as imagens da conta de Quero como forma de denunciar suas ações. O clube venezuelano anunciou que vai tomar as medidas necessárias em conjunto com a Associação de Futebolistas, para redirecionar o comportamento de seus ex-jogadores.  A Zulia FC deixou claro em seu comunicado seu compromisso com a vida, incluindo a dos animais, e sua condenação a esse tipo de ato.

Abuso de animais em redes sociais

Infelizmente, este não é o primeiro caso de abuso de animais que é publicado nas redes sociais e nos deixa desanimados. Recentemente, vimos o caso de uma jovem que matou seu gato colocando-o dentro da máquina de lavar e depois postou o vídeo no Instagram. O prazer do abuso de animais para entretenimento puro é um comportamento perigoso. Há psicopatias que começaram desse modo e que acabaram em maus tratos à pessoas, até mesmo em possíveis assassinatos.

• Pedro Souza
Leia mais