Copa América: algumas curiosidades de um dos torneios mais aguardados do ano
Copa América: algumas curiosidades de um dos torneios mais aguardados do ano
Leia mais

Copa América: algumas curiosidades de um dos torneios mais aguardados do ano

A 46ª edição do campeonato começa no dia 14 de junho com sede no Brasil. Veja curiosidades sobre o torneio!

O Brasil como palco

No dia 14 de junho estreia pela 46ª vez a Copa América, tendo como o país sede o Brasil pela quinta vez. Na edição deste ano de 2019, o campeonato reune 10 seleções masculinas da região, sendo elas o Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Peru, Equador, Chile, Paraguai, Uruguai, além de duas seleções convidadas, o Japão e o Catar. Dentre estas, o Chile é o atual campeão, e o Uruguai é a seleção com a maior coleção de títulos: são 15 no total. A final acontecerá no dia 7 de julho, e será sediada no Rio de Janeiro, no estádio do Maracanã. 

Um pouco da história do torneio

A Copa América foi criada no ano de 1916 e é o terceiro torneio de futebol entre países mais antigo do mundo, ficando atrás apenas do British Home Championship, campeonato que se iniciou em 1883 e reuniu as seleções da Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales, e dos Jogos Olímpicos, que ocorrem desde o ano de 1908.

A primeira edição do campeonato foi realizada para a comemoração dos 100 anos de independência da Argentina; até o ano de 1975, a Copa América se chamava Campeonato Sul-Americano de Futebol. Ela foi realizada na capital argentina Buenos Aires e contou apenas com 4 países: Brasil, Argentina, Uruguai e Chile. Na ocasião, os times presentes aproveitaram e criaram a Confederação Sul-Americana de Futebol, conhecida como Conmebol, que foi a primeira das 6 confederações que atualmente são partes da Fifa. Hoje, já são 103 anos de história da Copa América. A ultima vez que o Brasil ganhou o campeonato foi em 2007, na Venezuela.

Time anfitrião sem jogadores

Um fato bastante inusitado aconteceu na primeira edição do torneio em 1916: em um dos a Argentina não dispunha de jogadores suficientes para competir, pois um dos jogadores tinha uma viagem de trabalho inadiável. Por ainda ser um esporte bastante amador, nenhum time dispunha de reservas e não havia cartão amarelo nem vermelho; sendo assim, os 11 jogadores disputavam o torneio de cabo a rabo. Para solucionar a questão, a seleção argentina teve de recorrer às arquibancadas. É isso mesmo: um dos jogadores da Argentina reconheceu um jogador de um time local na plateia, e ele foi convocado para jogar pela seleção.

Um recorde pra esquecer

Durante a Copa América, o jogador Martín Palermo quebrou um recorde que muitos preferem esquecer. Na edição de 1999, o jogador argentino alcançou um feito incrível: perder 3 pênaltis na mesma partida. Em um jogo contra a Colômbia, o jogador quebrou esse recorde e nunca mais na história do futebol isso aconteceu. A Argentina perdeu o jogo para os colombianos por 3x0.

Na final e sem vencer

Em 2011, outro fato inusitado aconteceu durante a Copa. O Paraguai foi para a final sem ter ganhado nenhum jogo, coisa que nunca havia acontecido antes. Isso só foi possível pois a seleção paraguaia empatou os três jogos que participou e ficou na segunda colocação no torneio. Nesta edição, o Paraguai foi consagrado campeão ao eliminar o Brasil nas quartas-de-final nos pênaltis e derrotar a Venezuela por 3x0 na final.

Por que Cristiano Ronaldo não tem tatuagens como todo mundo?
Leia também
Por que Cristiano Ronaldo não tem tatuagens como todo mundo?

Veja mais curiosidades no vídeo acima! 

(Fonte: BBC)

Escrito por De Freitas Agostinho
Última modificação
Sem Internet
Verifique suas configurações