Fibroscopia brônquica: definição, funcionamento e riscos deste exame brônquico

Fibroscopia brônquica: definição, funcionamento e riscos deste exame brônquico

A fibroscopia brônquica é um exame médico que envolve explorar a traqueia e os brônquios. Realizado usando um fibroscópio, pode confirmar um diagnóstico e realizar amostragem.

O que é a fibroscopia brônquica e quando é indicada?

A fibroscopia é uma técnica não invasiva que pode explorar vias naturais e órgãos internos. É usado principalmente para estudar o sistema digestivo, o sistema urinário ou o trato respiratório.

A fibroscopia brônquica tem como objetivo explorar a traqueia e os brônquios. Pode ser realizado para fins de diagnóstico para detectar anormalidades. É usado, por exemplo, para encontrar a localização e determinar a natureza de um tumor, se houver suspeita de câncer de pulmão.

Esse exame também pode procurar um acúmulo de muco, um corpo estranho, uma inflamação ou uma infecção nos brônquios. Prevê lavagens broncoalveolares realizadas para diagnosticar ou seguir o curso de fibrose pulmonar ou sarcoidose. Finalmente, a broncoscopia é usada antes de pegar amostras (biópsia) em caso de tumor ou infecção.

Como é uma fibroscopia brônquica?

A fibroscopia brônquica é realizada sob anestesia local por um pneumologista. Geralmente, o procedimento dura entre 10 e 20 minutos. O pneumologista aplica um gel na garganta do paciente para facilitar a passagem do fibroscópio, um pequeno tubo cilíndrico com uma mini-câmera e uma fonte de luz (fibras ópticas).

O fibroscópio é introduzido através de uma narina, através da traqueia e atinge os brônquios. O pneumologista pode seguir o curso do fibroscópio e visualizar o interior da traqueia e dos brônquios observando as imagens que aparecem na tela do computador. Às vezes, a exploração é seguida por lavagem, escovação de brônquios ou biópsia (amostras).Em caso de biópsia, as amostras colhidas são enviadas para o laboratório e analisadas ao microscópio. Se as células cancerosas forem detectadas, testes adicionais devem ser realizados (MRI, CT).

Quais são os riscos e complicações da fibrose brônquica?

Esse exame não é considerado perigoso e geralmente é indolor. O paciente pode sentir uma sensação desconfortável quando o fibroscópio entra no corpo. O gel anestésico aplicado para acalmar a garganta pode fazê-lo engolir torto.

Leia também
Descubra o efeito surpreendente do leite com Coca-Cola

Por esse motivo, recomenda-se aguardar pelo menos duas horas antes de ingerir alimentos. A fibrose brônquica pode levar a sangramento e outros sintomas leves nas horas seguintes ao procedimento (febre, dor, inchaço).

Danielle Pereira
Sem Internet
Verifique suas configurações